Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA – 

A Universidade Estadual do Ampá (UEAP) anunciou na tarde desta segunda-feira, 14, o lançamento do edital do Processo Seletivo 2016 da instituição. Ao todo serão ofertadas 525 vagas divididas em 12 cursos. A universidade anunciou também as novidades com relação a nota de corte em redação. Outra mudança é que não haverá mais segunda chamada pública. O curso de música terá edital separado por ser um processo seletivo diferenciado.

Segundo a Divisão de Controle Acadêmico da Ueap, para ser mantido um padrão na seleção dos egressos, algumas mudanças tiveram que ser adotadas. Uma delas é a nota de corte em redação. Antes era exigido do candidato a nota mínima de 500 pontos, agora passa a ser de 600. Os alunos que apresentarem nota inferior a essa serão eliminados automaticamente.

“As mudanças em 2016 são bem significativas. Para a matriz de correção do Enem a nota 500 é insuficiente. Então, para garantir um padrão mínimo na qualidade desses alunos que estão entrando na universidade a gente pugnou por aumentar a nota”, disse o coordenador Isaias Loureiro.

Ueap

Isaias Loureiro: a nota mínima exigida para a redação é de 600 pontos

Outra mudança é na prova específica. No processo seletivo anterior, o candidato precisava tirar uma nota mínima de 300 pontos em cada disciplina. Para 2016, essa notas vão variar de acordo com cada curso. A coordenação anunciou também que não haverá segunda chamada esse ano.

“Vai ser nos mesmos moldes do Sisu. Vamos chamar os primeiros colocados, e logo em seguida acontece a chamada pública. A diferença é que só vai configurar na chamada pública o candidato que manifestar interesse na vaga. Ele vai ter que entrar no site do processo seletivo no ambiente do candidato e marcar a opção dizendo que pretende participar da chamada”, explicou Isaias.

Em relação as vagas que sobrarem, o coordenador explica que elas serão preenchidas através de vestibulinhos, ao todo a universidade tem aproximadamente 300 vagas. Elas surgem pelo fato de estudantes optarem em fazer seus cursos em outras instituições.

O PS para o curso de música será feito através de um edital específico, por se tratar de um processo diferenciado em duas fases.

As informações do questionário socioeconômico do Enem também serão utilizadas como critério na divisão entre cotistas, sendo destinadas 5% das vagas para indígenas, outros 5% para portadores de necessidades especiais e o restante das vagas divididas proporcionalmente entre candidatos afrodescendentes, alunos oriundos da rede pública e alunos da rede universal de ensino.

Para se inscrever o candidato deve entrar no site www.processoseletivo.ap.gov.br  a partir do dia 30 de dezembro a 15 de janeiro. A matrícula será do dia 11 a 19 de fevereiro e o início das aulas será no dia 29 de fevereiro.

 

Compartilhamentos