Compartilhamentos

DA REDAÇÃO – 

A direção do Instituto Penitenciário do Amapá (Iapen) resolveu tomar algumas providências no sentido de reduzir a violência dentro da instituição. Uma das principais medidas será o aumento do número de agentes por plantão na segurança interna.

De acordo com o diretor da instituição, Jeferson Dias, o reforço também chegará à vigilância nas guaritas para evitar possíveis fugas. Dias adiantou que outras intervenções estão em estudo.

As medidas visam reduzir o número de assassinatos entre os internos. Para se ter uma ideia da situação, em três dias três presos foram mortos por colegas de cela. Um homicídio ocorreu na segunda-feira, 21, e os outros dois na tarde de quarta-feira, 23. Neste último caso, cinco internos assumiram a autoria do crime. Segundo Dias, em razão do ocorrido, as visitas natalinas nos dois pavilhões onde ocorreram os assassinatos estão canceladas.

Atualmente, o Iapen comporta aproximadamente 2700 presos. De acordo com o diretor, três obras de ampliação deverão aumentar em 900 novas vagas a capacidade do sistema. Duas destas obras, a construção de dois novos blocos de pavilhões e a edificação da penitenciária de segurança máxima, estão em andamento. Uma terceira, que é a construção de três pavilhões novos, está em processo de licitação pela Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Compartilhamentos