Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA – 

O céu de Macapá tem ficado nublado, principalmente no fim da tarde, aumentando a expectativa da população por uma chuvinha, mas por enquanto vai ficar apenas no desejo. Pelo menos é o que diz o Núcleo de Meteorologia do Instituto de Estudos e Pesquisas do Amapá (Iepa). Segundo as previsões do Instituto, as chuvas fortes só devem chegar em fevereiro. Em dezembro e janeiro pode até chover, mas com pouca intensidade.

Segundo o Jeferson Vilhena, meteorologista do Iepa, o Amapá passa por um período de estiagem muito forte. Isso está sendo atribuído ao fenômeno conhecido com El Ñino, que é o aquecimento das águas do Oceano Pacífico. Esse fenômeno inibe a formação de nuvens de chuva, e a cada ano aumenta o período de estiagem.

Jeferson Vilhena: chuvas com fortes ventanias em março e abril

Jeferson Vilhena: chuvas só a partir de fevereiro

“Estamos passando por um forte período de estiagem, com pouca expectativa de chuvas para o Estado. O registro de chuvas esse ano foi muito baixo, chegando a dois milímetros no interior e um milímetro na capital. O período de estiagem está sendo mais intenso este ano. Muito quente, muito seco e pouca chuva”, explicou Jeferson.

Em outubro foram registradas temperaturas de até 36,3 graus em Macapá com sensação térmica acima de 40 graus. As médias de temperatura deste ano foram comparadas as de 2010,  que foi o ano mais quente já registrado no Estado.

Compartilhamentos