Compartilhamentos

 

OLHO DE BOTO

Uma equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) prendeu dois homens acusados de assaltar uma mulher que caminhava na rua, no Bairro do Laguinho, depois de uma intensa perseguição pela capital. No Ciosp do Pacoval, um deles, arrependido, chorou.

O crime ocorreu por volta das 21h30min, no Bairro do Laguinho. O que estava na garupa da moto arrancou a bolsa da vítima que caminhava na rua. Na fuga, os criminosos cruzaram por uma viatura do BRPM que começou a persegui-los.

“Eles avançaram preferenciais em alta velocidade e no meio do caminho jogaram fora a bolsa”, explicou o tenente Marco Aurélio, do BRPM.

Chorando, Rilton disse que "apenas" pilotava a moto. Fotos: Olho de Boto

Chorando, Rilton disse que “apenas” pilotava a moto. Fotos: Olho de Boto

No cruzamento da Avenida Acésio Guedes com a Rua Rio Xingú, no Bairro do Perpétuo Socorro, eles caíram da motocicleta e foram presos. A PM tinha recebido um alerta para dois criminosos com as mesmas características que estavam realizando assaltos havia vários dias em diferentes pontos da Avenida Ernestino Borges.

Júnior, segundo o BRPM, teria arrancado a bolsa da vítima

Júnior, segundo o BRPM, teria arrancado a bolsa da vítima

Os objetos roubados da vítima foram recuperados, uma bolsa com um celular e uma chapinha de cabelo. Os dois estavam armados com facas e foram reconhecidos pela vítima na delegacia de polícia.

Júnior da Silva Campos, de 23 anos (camisa cor de vinho), e Rilton Borges Oliveira, de 27 anos, foram apresentados ao delegado de plantão e autuados em flagrante. No Ciosp, Rilton chorou e disse que “apenas pilotava a moto”, tentando colocar toda a responsabilidade ao colega.

Na perseguição, Júnior tentou se livrar da bolsa na rua

Na perseguição, Júnior tentou se livrar da bolsa na rua

“Moradores das proximidades disseram que eles dois já cometeram vários roubos no perímetro”, comentou o oficial.

Compartilhamentos