Compartilhamentos

SIMONE GUIMARÃES

O conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Cícero Borges Bordalo Júnior, recebeu o troféu do Mérito da Advocacia Raymundo Faoro.  O diploma, concedido pela OAB do Brasil, é um  reconhecimento pelas atividades desenvolvidas em defesa dos valores constitucionais e das prerrogativas do advogado.

A homenagem está sendo feita a juristas com reconhecimento nacional, como presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski.

O troféu do mérito da advocacia foi criado para marcar, entre outras atividades, os 85 anos da OAB.  Raymundo Faoro, que deu o nome ao prémio, é ex-presidente da OAB nacional e considerado símbolo de resistência à ditadura militar.

Prêmio concedido a profissionais com destaque em âmbito nacional. Foto: Divulgação

Prêmio concedido a profissionais com destaque em âmbito nacional. Foto: Divulgação

O advogado Cícero Bordalo ficou emocionado com a homenagem.

“Esse troféu demonstra a vitória da advocacia amapaense. Agradeço a Deus, minha família, a sociedade do estado do Amapá, ao Conselho Federal da OAB e do Brasil”, ressaltou o advogado.

Cícero Bordalo Júnior é bacharel em Ciências Jurídicas, graduado pelo Centro de Estudos Superiores do estado do Pará, em fevereiro de 1987. Mas desde 1983 atuava em equipes de estágio supervisionado.

Cícero Bordalo atualmente é conselheiro federal da OAB

Cícero Bordalo atualmente é conselheiro federal da OAB

Foi secretário de Justiça e de Segurança Pública, realizou variadas defesas nos Tribunais Superiores, em Brasília, atuou como advogado de defesa em mais de 7 Operações da Polícia Federal e em defesas nas Comissões Parlamentares de Inquéritos, em Brasília. 

Foi o advogado de defesa do mais famoso julgamento da história do Estado do Amapá, conhecido como “A Chacina da Família Magave”.

Atuou ainda em mais de 40 mil processos em 29 anos de profissão. Foi nomeado pelo Presidente Nacional da OAB Presidente da Comissão Nacional da Igualdade Humana, em Brasília/DF.

 

Compartilhamentos