Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O fim de semana começou com um assassinato ocorrido no Bairro do Araxá, na Zona Sul de Macapá, na noite desta sexta-feira, 29. A vítima, de 21 anos, estava distraída ao celular quando foi esfaqueada pelo agressor que ainda não foi preso.

O crime aconteceu por volta das 21h, na 10ª Avenida do Araxá. O montador de móveis planejados, André Pereira Lobato, estava na frente de sua residência teclando no celular quando foi surpreendido por um  homem ainda desconhecido que estava de bicicleta.

Polícia Técnica constatou que André morreu com apenas um golpe perto do coração que causou grande hemorragia. Fotos: Olho de Boto

Polícia Técnica constatou que André morreu com apenas um golpe perto do coração que causou grande hemorragia. Fotos: Olho de Boto

Uma testemunha disse à polícia que o criminoso desceu da bicicleta e foi logo  desferindo uma facada em André, que mesmo ferido  ainda tentou correr pra dentro de casa, mas foi alcançado na porta de entrada.

Ele entrou em luta corporal com o assassino, só que já enfraquecido pelo golpe e a perda de muito sangue, acabou tombando inerte. O agressor fugiu de bicicleta. O assassino é moreno, alto e magro, e trajava uma bermuda jeans.

Vizinhos na porta da casa do montador de móveis que era evangélico e bem querido na comunidade

Vizinhos na porta da casa do montador de móveis que era evangélico e bem querido na comunidade

Quando os primeiros policiais chegaram ao local, o montador de móveis estava sem pulso, mas o óbito só foi constatado com a chegada de uma equipe do Samu.

Existem várias teses para o crime, mas a mais forte é roubo seguido de morte, já que o celular da vítima não foi encontrado.

 “A PM isolou a área e não encontrou suspeitos, então vai ficar a cargo da polícia judiciária verificar a autoria. Pode ter sido acerto de contas, latrocínio, existem essas hipóteses”, informou no local o tenente Anderson Fernandes, o 1º Batalhão da Polícia Militar do Amapá.

A Polícia Técnica constatou que André foi vítima de um só golpe muito grave.

Polícia Militar cercou a área, mas não conseguiu prender o acusado

Polícia Militar cercou a área, mas não conseguiu prender o acusado

“Foi apenas uma facada, só que muito extensa com cerca de 8 centímetros na região mamária esquerda que é onde fica o coração. A vítima morreu por hemorragia”, informou o perito Odair Freitas.

André era evangélico, trabalhador e   bem querido pelos vizinhos. Uma equipe de investigadores da  Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe) esteve no local colhendo as primeiras informações para solucionar esse crime.

Compartilhamentos