Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Uma moradora do conjunto habitacional Macapaba, obra construída na Zona Norte de Macapá com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida, decidiu anunciar a venda do apartamento nas redes sociais. Como se estivesse interessada em adquirir o imóvel, a equipe do Site SelesNafes.Com conversou por telefone com a mulher que confirmou a intenção de vender o apartamento, o que é proibido pelas regras dos programas habitacionais.

O preço estava estampado num perfil do Facebook com direito a fotos do interior do apartamento.

Anúncio que foi retirado esta manhã do Facebook

Anúncio que foi retirado esta manhã do Facebook

“É R$ 45 mil. Ele tá tudo em dia, pintado, em perfeito estado de conservação. Possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro, e fica bem em frente a uma parada de ônibus que é próxima da UPC”, informou ela enfatizando que o ponto e a polícia valorizam a localização do imóvel.

Sobre a ilegalidade da venda, ela diz que não tem problema. Abaixo, clique para ouvir a conversa.

“Aqui é uma moradia boa. Eu pago energia, mas não pago água. Está tudo em dia. O pessoal da Sims (Secretaria de Inclusão e Mobilização Social) já fez a vistoria e muita gente tá vendendo seus apartamentos. A Sims não vem mais aqui. Se a gente fechar negócio a gente fica em contato para qualquer surpresa”, avisa se prontificando a resolver “maus entendidos” com a Simsor telefone. 

A mulher que postou a informação em um grupo de vendas no Facebook se identifica como Eli Machado, mas o nome verdadeiro é Elizangela Bonjo Machado.

Fotos do interior do apartamento

Fotos do interior do apartamento

Ela recebeu o apartamento 302, localizado no bloco 20 da quadra 3, dois anos atrás do Governo Federal para morar com sua família. Segundo o dossiê da Caixa Econômica Federal, ela se encaixava no perfil do beneficiário. O limite de renda é R$ 1,6 mil, entre outras exigências como ser chefe de família.

“A documentação dela está toda certa na secretaria. Já tivemos a informação que essa mesma pessoa está vendendo uma casa na Zona Norte. Nós ofertamos denúncia na Caixa e eles que devem despejar essa moradora. A Secretaria reconhece esses casos. Nosso grande problema é ter provas”, destacou a gerente geral de projetos e programas habitacionais da Sims, Danielle Barata. A denúncia já está também na Procuradoria Geral do Amapá (PGE).

De quase 400 apartamentos vistoriados, 125 foram vendidos ou alugados

De quase 400 apartamentos vistoriados, 125 foram vendidos ou alugados

Segundo a gerente geral, em 2015 três pessoas perderam apartamentos no habitacional Macapaba por irregularidades no perfil do beneficiário. Uma equipe formada por assistentes sociais da Sims detectou em agosto de 2015 que de 366 apartamentos pelo menos 125 estão alugados ou já foram vendidos.

No início da tarde, Elizangela não atendeu mais aos nossos telefonemas. Ela excluiu a publicação feita no Facebook e retirou o próprio perfil de usuária.

A entrega dos 2.148 apartamentos do conjunto residencial Macapaba foi feita pela própria presidente Dilma Rousseff em junho de 2014, finalizando a 1ª fase do programa do Governo Federal. Hoje, a segunda fase com 2.218 apartamentos está em obras, mas ainda não possui data de entrega. 

Compartilhamentos