Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Decipe) anunciou nesta quarta-feira, 13, que indiciou  um fugitivo do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) como o pistoleiro que executou um mototaxista na praça do Bairro Jardim Felicidade I no ano passado. A polícia afirma que a sentença de morte partiu de dentro do Iapen.

As investigações avançaram graças a depoimentos de parentes, amigos e testemunhas.

“Primeiro tivemos uma foto do principal suspeito, depois chegamos ao nome dele. Ele foi reconhecido por testemunhas como sendo a pessoa que atirou”, informou o delegado Alan Moutinho, titular da Decipe.

Corpo o mototaxista é removido pela Politec: Fotos: Jair Zemberg

Corpo o mototaxista é removido pela Politec: Fotos: Jair Zemberg

O executor foi identificado como Luan Santos Monteiro, que cumpria pena no Iapen por assalto. Ele já era foragido da penitenciária quando o crime ocorreu.

A suspeita da polícia é de que a ordem tenha sido dada pelos irmãos Fortunato, assassinados no fim de dezembro dentro do Iapen. “Ainda estamos investigando essa possibilidade. Mas a vítima estava devendo para fornecedores de drogas, essa foi a motivação”, acrescentou Moutinho.

Anderson foi assassinado a tiros no dia 26 de novembro enquanto assistia a uma partida de futebol na praça do Jardim Felicidade I. A polícia ainda procura por uma garota que estava na praça e ligou para o matador para avisar que a vítima estava no local.

Luan Santos Monteiro ainda não foi capturado pela polícia. Ainda não se sabe também se ele continua morando no Amapá.

Compartilhamentos