Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira, 21, dois homens acusados de assaltar representantes comerciais em janeiro deste ano em uma área de pontes de Macapá. Segundo a polícia, as vítimas erraram o endereço e foram parar numa área considerada muito perigosa, conhecida como Ponte do Axé, no Bairro Jesus de Nazaré.

“A gente pensa que isso só acontece no Rio de Janeiro, mas em Macapá já existem lugares perigosos. Eles erraram o endereço e foram abordados por esses dois elementos que usaram foices como armas”, explicou o delegado que investiga o caso, Wellington Ferraz, da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DECCP).
O crime aconteceu por volta das 16h do último dia 6. As vítimas são representantes comerciais de cosméticos e perfumarias. Além dos celulares, eles tiveram mostruários e máquinas de cartão de crédito roubadas pelos criminosos.
André Lucas, 22 anos

André Lucas, 22 anos

Depois de reconhecidos por fotos, a Justiça decretou a prisão preventiva dos acusados identificados como José Lucas Almeida Nunes, de 22 anos, o “Nandinho”, e Wallacson Alves de Almeida, o “Capinha”, de 18 anos. 
Wallacson, o “Capinha”, tinha cumprido medida socioeducativa por assalto. Fotos: Olho de Boto

Wallacson, o “Capinha”, tinha cumprido medida socioeducativa por assalto. Fotos: Olho de Boto

Capinha, segundo a polícia, cumpriu medida socioeducativa no Cesein  por assalto e no dia 30 de dezembro passado completou 18 anos. Sete dias depois do aniversário ele executou o assalto com o comparsa. 
Hoje, depois da prisão, os dois foram reconhecidos pelas vítimas numa sessão protegida por vidro escuro no Ciosp do Pacoval. Eles estão presos e devem ser transferidos ainda hoje para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).
Compartilhamentos