Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Depois de muita reclamação a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) resolveu agir para amenizar o problema do acúmulo de água e lixo na área do banheiro público do Parque do Forte, que fica em frente ao Banco do Brasil. A solução definitiva deve ser a demolição, mas é preciso autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Enquanto isso, uma bomba foi instalada no local para drenar a água e o lixo foi retirado. A ideia é manter a bomba em definitivo na área para fazer a retirada da água.

Disney Silva: precisamos de autorização do Iphan. Fotos: Ruan Alves/Secom-Gea

Disney Silva: precisamos de autorização do Iphan. Fotos: Ruan Alves/Secom-Gea

Quem passa pelo local fazendo suas caminhadas se depara com a cena que preocupa, já que é época das chuvas e local se tornou propício para a proliferação do mosquito aedes aegypi, que transmite a dengue, chikungunya e zika vírus.

Segundo o secretário estadual de Cultura, Disney Silva, especialistas garantem que a demolição do banheiro é a única solução para acabar definitivamente com o problema, já que a construção está um nível abaixo do Rio Amazonas.

“Apesar do perigo dessa água ficar se acumulando, precisamos aguardar a autorização do Iphan para tomarmos alguma providência definitiva”, explicou Disney.

Compartilhamentos