Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Duas amigas que voltavam para casa depois do show do cantor Wesley Safadão, na Rodovia JK, na madrugada desta quinta-feira, 4, foram atropeladas. Eles tentavam atravessar a Avenida Ivaldo Veras, no Sambódromo de Macapá,  Zona Sul. Uma delas morreu no local. O motorista foi preso depois de ser perseguido por taxistas e mototaxistas.

A vítima foi identificada como Maria Cardoso de Lima, de 45 anos. Segundo a polícia, ela e uma amiga voltavam do show por volta das 3h. Elas estavam abraçadas atravessando a Ivaldo Veras quando foram atingidas por um Celta prata em alta velocidade. As amigas tiveram os corpos projetados para acima do para-brisa e depois arremessadas a alguns metros de distância.

Corpos foram projetados no para-brisa do veículo que fugiu do local

Corpos foram projetados no para-brisa do veículo que fugiu do local

O motorista fugiu sem prestar socorro, mas foi perseguido por taxistas e mototaxistas que presenciaram o atropelamento e iam repassando a localização do veículo para a Polícia Militar.

O carro foi interceptado na Rua Maria Gilvanete, no Bairro  Zerão,e os ocupantes só não foram espancados por populares  por causa da intervenção  rápida dos militares do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM).
Os cinco ocupantes, três homens e duas mulheres, foram conduzidos ao Ciosp do Pacoval.

De camisa listrada, condutor fugiu e não quis fazer o bafômetro

De camisa listrada (olhando para o lado), condutor fugiu e não quis fazer o bafômetro

Enquanto isso, as vítimas  eram socorridas pelas equipes do Samu e Corpo de Bombeiros, mas a morte de Maria Cardoso de Lima, de 45 anos, foi confirmada ainda no local. A amiga dela, Adriana Santos, também de 45 anos, foi levada em estado grave para o Hospital de Emergência.

Ronielson Costa Oliveira (camisa listrada), de 28 anos, se recusou a fazer o teste do bafômetro. Segundo os policiais, ele apresentava sinais de embriaguez e foi preso em flagrante.

Compartilhamentos