Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A crise econômica, investimentos e retomada da economia, foram pontos que chamaram atenção na mensagem do governo lida na tarde desta terça-feira, 2, pelo governador em exercício Papaléo Paes (PP), na abertura dos trabalhos de 2016 na Assembleia Legislativa. Ele destacou que a prioridade é continuar investindo nos principais setores da economia, sem perder o foco da educação, saúde e segurança pública.

No discurso, Papaléo Paes destacou a dificuldade financeira que o país atravessa e disse que o Amapá não está imune. Ele apontou saídas que o Estado pode adotar este ano para passar por esse momento. Uma delas é a Zona Franca Verde, que garante ao Amapá a comercialização de produtos produzidos no Estado a partir de matéria prima da região. Além disso, o governador lembrou que em 2015 foram feitos cortes na máquina governamental para reduzir gastos.

Solenidade contou com a presença de autoridades estaduais e municipais. Fotos: Jaciguara Cruz

A solenidade contou com a presença de autoridades estaduais e municipais. Fotos: Jaciguara Cruz

“Perseguimos ao longo do ano de 2015 uma estratégia de equilíbrio entre a capacidade de realização do Estado e a manutenção da maquina publica. Enxugamos os programas contidos no Plano Plurianual (PPA), concentrando as ações nas áreas mais importantes. Isso continuará nos guiando nos próximos anos e continuaremos atraindo investimentos para o Estado com o objetivo de gerar empregos”, disse o governador.

“Teremos como meta a retomada do crescimento e a construção do ambiente de segurança favoráveis à atração de investimentos e a criação de empregos. Para isso, uma de nossas tarefas prioritárias é a implantação da Zona Franca Verde. Um mecanismo que fomentará a criação de empregos com robustez e que permitirá a redução das desigualdades sociais e regionais”, afiançou.

Executivo, Legislativo e Judiciário estiveram representados no evento

Executivo, Legislativo e Judiciário estiveram representados no evento

De outro lado, o presidente em exercício da Assembleia Legislativa (Alap), deputado Kaká Barbosa (PT do B), destacou que a Casa passa por um processo de moralização. Disse que todos os ajustes necessários já foram feitos.

“A Assembleia fez os corte necessários para atravessar a crise. Vou fazer o que prometi para os nossos colegas e para o povo. As pessoas que foram demitidas terão todos os seus direitos pagos. Quanto aos encargos previdenciários, estão todos em dia”, destacou o presidente.

Autoridades, secretários e empresários na abertura dos trabalhos legislativos

Autoridades, secretários e empresários na abertura dos trabalhos legislativos

Estiveram presentes na solenidade 15 deputados, que são os que fazem parte do grupo que apoia a nova diretoria da Casa. Os demais apoiam o deputado Moisés Sousa (PSC).

Compartilhamentos