Compartilhamentos

GESIEL OLIVEIRA

Coração esvaziado com aparência de cheio
No contraste que esconde o sorriso ligeiro
Na permanência do que deveria ter ido e não foi
Vivo o agora, limitando-me ao insosso de um “oi”
Alma carregada de nostálgicas lembranças
Sob o céu poente de chumbo prossigo a andança
Na companhia dos sons dos meus passos
Prossigo tentando esquecer meus fracassos
A noite gelada logo vem chegando
E o meu dia devagar vai se acabando
A vida corre lenta e o coração acelera com calma
É a chuva fina da esperança que lava a minha alma
O caminho que trilhei é difícil de andar
Sopra o vento da tristeza a me tentar parar
Mas as trevas são vencidas pela força do luar
Mesmo que o meu mar venha secar, 
Mesmo que eu não seja ouvido no deserto a gritar
Mesmo que meu sol deixe de brilhar 
Mesma que não haja mais lágrimas para chorar
Ainda assim eu não desistirei de avançar.

Compartilhamentos