Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Cerca de 400 pessoas participaram neste sábado, 13, do Dia Nacional de Esclarecimento ao combate do aedes aegypti. A força tarefa comandada pelo Exército reuniu homens da Polícia Militar do Amapá, Corpo de Bombeiros, secretarias do município e do Estado, além da Defesa Civil e Infraero.

A mobilização nacional tem como objetivo conscientizar a população sobre o combate ao mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e vírus da zika.

Reunião entre Exército e representantes do governo e prefeitura: etapas. Fotos: Cássia Lima

Reunião entre Exército e representantes do governo e prefeitura: etapas. Fotos: Cássia Lima

Segundo o comandante do 34° Batalhão de Infantaria e Selva do Amapá, Robson Mattos, a ação é dividida em quatro etapas.

“A primeira etapa ocorreu até dia 4 de fevereiro que foi a capacitação do Exército. A segunda é esse dia do esclarecimento. A terceira é o mutirão de erradicação dos focos e a última é a descontaminação desses focos. Nosso objetivo é livrar o Estado de uma possível epidemia”, destacou o comandante Mattos.

Bombeiro da Defesa Civil entrega panfleto: informação

Bombeiro da Defesa Civil entrega panfleto: informação

Segundo dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação (LIRA), o Amapá ainda não corre o risco de uma epidemia, mas possui áreas em quatro municípios com um alto índice de focos do mosquito.

“Nossa frente de combate se concentra nos municípios que são a porta de entrada ao Estado: Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque. O importante é que vamos fazer esse isolamento para trabalharmos o controle dessas doenças e após isso vamos caçar os focos do aedes”, frisou o governador do Amapá, Waldez Góes.

Comandante do Exército, coronel Matos: evitar epidemia no Amapá

Comandante do Exército, coronel Matos: evitar epidemia no Amapá

Neste sábado, a mobilização se concentrou nos bairros Central, Zerão, Universidade, Jardim Marco Zero, Novo Horizonte e no Residencial Macapaba.

Uma caminhada na Rua Cândido Mendes, no Centro Comercial, marcou a programação de mobilização que teve orientações e distribuição de panfletos pelo Corpo de Bombeiros, prefeitura de Macapá, órgãos do Estado e Exército brasileiro.

Governador Waldez Góes: combate nos município que são a porta de entrada

Governador Waldez Góes: combate nos municípios que são a porta de entrada

“A Defesa Civil está disponibilizando 180 homens. Nesse momento nosso trabalho é orientar a população de como se proteger desse vetor e que ele não venha a se proliferar”, enfatizou o Coordenador da Defesa Civil no Amapá, coronel Marcelo Bispo.

A mobilização conta com 40 militares para Laranjal do Jari, 150 para Oiapoque, 80 para Santana e 400 militares em Macapá.

Agente de endemias entrega panfleto a um jovem

Agente de endemias entrega panfleto a um jovem

Mutirão

Entre os dias 15 a 18 de fevereiro, os municípios passarão pela terceira fase que é o mutirão de erradicação de focos de proliferação do mosquito e descontaminação. Nessa etapa, serão fiscalizadas áreas consideradas de maior risco e com alto índice de focos.

Compartilhamentos