Universitário que entregava pizzas é assassinado na Norte-Sul

A Polícia Militar prendeu cinco acusados do crime, dois deles são menores
Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Elias Pereira dos Santos, de 29 anos, fazia faculdade pela manhã, trabalhava como mototaxista auxiliar durante a tarde, e a noite ainda entregava pizzas. Foi numa dessas entregas que ele foi visto com vida pela última vez na noite da última quarta-feira, 24. O corpo foi encontrado no fim da tarde desta quinta, 26, em uma área de mata da Rodovia Norte-Sul.

Segundo parentes, Elias foi chamado pela pizzaria por volta das 23h30min para entregar duas pizzas encomendadas por telefone celular. O endereço indicado era a Rua Porto Alegre, na segunda entrada do Bairro Infraero II, a poucos metros do muro do Infraero e onde termina a parte pavimentada da Norte-Sul. Era uma armadilha.

A casa onde os “clientes” estariam esperando na verdade está abandonada. Ele foi surpreendido pelos criminosos que o roubaram e o obrigaram a tirar toda a roupa, ficando apenas de cueca.

Elias foi morto a pauladas. Uma pernamanca, provavelmente usada nas agressões, foi deixada sobre o corpo. Fotos: Olho de Boto

Elias foi morto a pauladas. Uma pernamanca, provavelmente usada nas agressões, foi deixada sobre o corpo. Fotos: Olho de Boto

A Polícia Militar acredita que foi neste momento que as agressões começaram. Elias foi morto a pauladas. O corpo foi arrastado para a mata, bem perto de onde foram encontrados os corpos de Francisco Elson Souza Nunes, de 52 anos, e do amigo Joabi Ferreira das Neves, de 26 anos, mortos também durante um assalto no último dia 19.

Aglomeração de populares que tentaram invadir a casa de um dos suspeitos

Aglomeração de populares que tentaram invadir a casa de um dos suspeitos

Logo depois da descoberta do corpo de Elias, equipes do 2º Batalhão da Polícia Militar prenderam 5 suspeitos no Infraero II. Um deles se escondeu no forro da casa foi encontrado. Populares tentaram invadir a residência para linchar os acusados, mas foram impedidos pela PM.

Pelo menos dois deles são menores de idade. Há uma mulher entre os acusados que ainda estavam sendo interrogados até o fechamento desta reportagem. Eles indicaram aonde está a moto da vítima. A PM faz diligências neste momento atrás do veículo.

Parentes de Elias estiveram no local e estavam muito emocionados. A vítima morava no Bairro das Pedrinhas, e tinha uma filha pequena.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.