Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O amapaense que mora na Rodovia JK ou no município de Santana sofreu para chegar em casa no fim da tarde desta quarta-feira, 25, por causa de um protesto em frente ao campus da Universidade Federal do Amapá (Unifap). Manifestantes queimaram pneus e bloquearam uma das faixas da rodovia durante quase 50 minutos causando quilômetros de engarrafamento. Motoristas tentaram dialogar com os manifestantes para liberar o trânsito, mas houve bate-boca.

O Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) não sabe calcular o tamanho do engarrafamento, mas há relatos de filas de carros chegando quase na rotatória do Bairro do Araxá.

O protesto era contra o aumento da tarifa metropolitana de ônibus. A passagem subiu este mês de R$ 2,35 para R$ 3. A manifestação deveria ter ocorrido na última terça-feira, 23, nas duas rodovias que ligam Macapá a Santana, mas houve manifesto apenas na Rodovia Duca Serra.

“Não estávamos esperando esse bloqueio. Na terça-feira mandamos um grande contingente para a JK e não houve nada. Mas eram poucos estudantes na JK, uns 10 no máximo, e alguns nem seriam alunos de fato”, comentou o comandante do BPRE, capitão Rondinele Marques.

O bloqueio começou por volta das 18h e só terminou com a chegada do BPRE e do Corpo de Bombeiros que tiveram que cortar caminho por Santana para chegar mais rápido até o ponto de bloqueio, o que mesmo assim levou cerca de 50 minutos.

Não houve confrontos e nem prisões. Os manifestantes desapareceram assim que as primeiras viaturas começaram a chegar. O fogo foi apagado pelo Corpo de Bombeiros e o trânsito liberado por volta das 19h.

Compartilhamentos