Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Policiais do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM), com apoio do 1º Batalhão da Polícia Militar, prenderam os dois acusados de matar um homem na tarde desta quarta-feira, 10, numa área de pontes do Bairro Universidade, Zona Sul de Macapá. Um deles assumiu a autoria do homicídio e disse que a vítima estava se recusando a pagar uma dívida de R$ 200.

Maurício Souza Dias, o “Negueba”, de 18 anos, e Joel Oliveira Camarão, de 24 anos, já tinham sido identificados pela esposa de Bruno William Lopes, de 26 anos. O crime ocorreu por volta de meio-dia. A esposa é a única testemunha do assassinato. Bruno morreu com um tiro na nuca.

Depois de identificar os acusados, a polícia descobriu o endereço deles e montou uma operação de captura.

Joel (sem camisa) assumiu a autoria do crime. Fotos: Olho de Boto

Joel (sem camisa) assumiu a autoria do crime. Fotos: Olho de Boto

“Fechamos a 16ª e a 17ª avenidas do Congós e fizemos incursões na área de pontes onde acabamos encontrando os dois. Eles tentaram fugir pelo mato e se esconder em algumas casas, mas foram capturados”, explicou o tenente Olímpio, do 1º BPM.

O BRPM apresentou a dupla no Ciosp do Pacoval, onde Joel assumiu a autoria do crime. Inicialmente, a polícia recebeu a informação de que a cobrança era por causa de uma arma, mas Joel apresentou outra versão, afirmando que havia emprestado R$ 200 para a vítima que estaria se recusando a pagar.

Ele ainda tentou inocentar Negueba, afirmando que o colega não estava do lado de fora da residência dando cobertura. A arma do crime não foi localizada pela PM.

Compartilhamentos