Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Atletas da Zona Sul de Macapá se preparam para participar do Campeonato Brasileiro de Judô que acontece em abril em São Luiz, no Maranhão. Mas há um antigo e enorme obstáculo: a falta de apoio.

Ana Cristina tem 17 anos e já foi cinco vezes campeã amapaense, campeã regional, e agora está classificada para o Campeonato Brasileiro. Ela começou no esporte por meio de um convite feito por uma amiga quando ela tinha 11 anos.

Faixa roxa, Ana se prepara para o exame de faixa marrom. Com isso, a atleta fica a um passo da maior graduação no judô, a faixa preta.

Academia social funciona no Bairro do Trem

Atletas treinam sob supervisão da sensei Josy Lima

Ela e mais três amigos se classificaram para o brasileiro que acontece nos dias 3 e 4 de abril, mas sem patrocínio a viagem para representar o Amapá está ameaçada.

“Eu ganhei a vaga, mas como alguns atletas da minha academia que foram classificados para participar do torneio,  eu não tenho condições de custear as despesas da viagem”, explicou Ana.

Além das despesas com passagens aéreas, estadia e alimentação, os atletas ainda têm que custear quimonos que, para competição, não são os mesmos usados nos treinos. Segundo a sensei de Ana, Josy Lima, um quimono profissional custa entre R$ 350 a R$ 400.

Academia treina 100 crianças que não precisam pagar mensalidades. Fotos: André Silva

Academia treina 100 crianças que não precisam pagar mensalidades. Fotos: André Silva

“A gente tem de pedir emprestado para alguém e isso não é bom. Todo atleta tem que ter seu material de trabalho. A Ana é uma ótima atleta e ela está se virando como pode para conseguir estar na competição”, desabafa a sensei.

Quatro atletas foram selecionados, mas vendem sanduíches para arrecadar recursos

Quatro atletas foram selecionados, mas vendem sanduíches para arrecadar recursos

Ana e os outros colegas que irão participar do torneio estão vendendo hot-dog. Eles treinam na academia Judô Lima que foi fundada pela sensei de Ana com a ajuda da federação, que cedeu o tatame para os treinos.

Além de Ana, mais 100 crianças treinam sem pagar nada. A academia fica no Bairro do Muca e os interessados em ajudar os atletas a custear a viajem podem entrar em contato pelo fone 99146-9194 ou 99141-9271 e falar com a Josy ou Ana.

Compartilhamentos