Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Nem sempre os criminosos fazem jus ao benefício da progressão de pena. O detento ganha o direito de cumprir o restante da condenação em liberdade, mas acaba cometendo outros crimes. Foi o que ocorreu, por exemplo, com Johnatan Yago Figueiredo da Silva,o  “Fala Fina”.

Apesar de ter apenas 19 anos, Fala Fina tem uma longa ficha criminal desde os tempos de adolescente com muitas passagens pelo Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein), e, depois de adulto, pelo Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Com condenação por roubo para cumprir até 2020, Fala Fina recebeu o privilégio de cumprir o restante da pena em prisão domiciliar. Tinha apenas que comparecer ao Fórum para assinar o livro de registro todos os dias, obrigação que ele tinha deixado cumprir havia várias semanas. O criminoso já era considerado foragido.

Fala Fina: apenas 19 anos e uma extensa ficha. Fotos: Olho de Boto

Fala Fina: apenas 19 anos e uma extensa ficha. Fotos: Olho de Boto

Nesta terça-feira, 22, por volta das 23h, ele foi parado por uma guarnição do 2º Batalhão da Polícia Militar no Bairro Jardim Felicidade I, na Zona Norte de Macapá. Os policiais descobriram que havia uma ordem de captura contra ele.

Fala Fina foi apresentado no Ciosp do Pacoval, e vai voltar nesta quarta-feira, 23, para o Iapen, onde ficará preso mais 4 anos, desta vez sem direito à progressão da pena.

Compartilhamentos