Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Chove torrencialmente em Macapá desde as primeiras horas desta quinta-feira, 10. Por enquanto, a Defesa Civil do Amapá recebeu poucas ocorrências, mas reconhece que essa foi a chuva mais forte do ano. Apesar disso, na capital, a Defesa Civil recebeu somente dois chamados com pedidos de auxílio em residências alagadas.

A chuva começou por volta das 4h e se intensificou às 6h. O canal do Beirol transbordou nos bairros do Trem e Beirol. No trecho do canal que corta da Avenida Feliciano Coelho, no Bairro do Trem, a água chegou na porta das casas.

“Para a cidade começar a registrar alagamentos é preciso chover 120 milímetros. Ainda vamos conferir os pluviômetros, mas essa deve ser a maior chuva até agora”, comentou o coordenador da Defesa Civil do Amapá, tenente-coronel Janary Picanço.

Motorista recua para não arriscar, Fotos: Seles Nafes

Motorista recua para não arriscar, Fotos: Seles Nafes

 

Na Feliciano Coelho motoristas em carros baixos preferiram não arriscar e deram marcha-ré. Quem estava a pé sentiu a água chegar à altura dos joelhos. O trecho entre a Avenida Cora de Carvalho e a Rua Odilardo Silva também virou um rio.

“Tivemos chamados que vieram de dois bairros. Estamos com as equipes mobilizadas para auxiliar famílias que queiram salvar móveis”, comentou o coordenador da Defesa Civil do Amapá.

Compartilhamentos