Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

O medo do mosquito aedes aegypti provocou o ressurgimento de um apetrecho que andava meio esquecido nos centros urbanos: o mosquiteiro. Comerciantes comemoram a alta nas vendas. Segundo eles, a procura teve um aumento de 80%.

Um bom mosqueteiro pode dar noites e noites tranquilas de sono para quem faz uso dele. O vendedor Wilian Alves, de 26 anos, informa que tem mosquiteiros de todos os tamanhos e preços variados para o cliente.  Ele disse que nunca vendeu tanto mosqueteiro como agora.

“Agora as pessoas estão tão preocupadas com a zika e a dengue que vieram logo comprar um mosquiteiro.  Por dia agente chega vender cerca de 20 unidades “, comemora o vendedor.

mosquiteiro 2

Vendedor de mosquiteiros Wilian Alves: pra todos os bolsos

Ele conta que o período de chuva ajudou a aquecer as vendas que há muito tempo andavam fracas. A gerente de loja Carmem Souza calcula que a procura pelo produto na loja chega a ser 80% maior do que a de meses anteriores.

“Por conta da proliferação do mosquito a procura tem sido maior. A quantidade que vendemos em uma dia levava cerca de 20 dias para ser vendida no ano passado”, explica a gerente.

Vale lembrar que o mosquito aedes aegypti é transmissor da dengue, chikungunya, febre amarela urbana e do vírus da zika. 

Compartilhamentos