Compartilhamentos

 

OLHO DE BOTO

Uma equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) prendeu o quinto acusado de participar do assalto a uma residência no conjunto Parque das Laranjeiras, no município de Santana. É o ex-soldado do Exército, Jorge Frank Costa Videira, o “Pelé”, de 21 anos.

O assalto ocorreu por volta das 22h. Os bandidos invadiram a residência e fugiram no carro da família levando vários aparelhos eletrônicos. Eles foram apreendidos no Bairro do Pacoval na madrugada deste sábado, 11,  depois de bater com o veículo em um muro. Três menores, incluindo uma menina de 17 anos, foram detidos.

Outro acusado, Eliebson Santos, de 17 anos, fugiu por uma área de pontes e morreu numa troca de tiros com os policiais.   

Pela manhã, o BRPM foi informado pela Polícia Civil de Santana que havia outra pessoa envolvida no assalto e que ainda não tinha sido presa. Era o ex-soldado Frank Jorge, que pediu baixa do serviço militar há pouco tempo.

Revólver encontrado com Eliebson que foi morto na troca de tiros

Revólver encontrado com Eliebson que foi morto na troca de tiros

De posse do endereço, as equipes do BRPM foram até a Avenida Antônio Oliveira, no Zerão, onde encontraram o acusado dentro de uma residência. Ele tentou fugir, mas foi impedido. Pelé não estava armado.

“Quando chegamos à delegacia (do Igarapé da Fortaleza, em Santana) foi unânime o reconhecimento dele entre as vítimas. Sendo a família, ele era o mais violento de todos, chegando, inclusive, a apontar uma arma para a cabeça de uma criança de três anos”, relatou o sargento Adriano, do BRPM.

Inicialmente, Eliebson, morto na troca de tiros, tinha sido apontado como o criminoso que ameaçou a criança com a arma de fogo.

Na delegacia, uma das vítimas lembrou os momentos de terror.  

“A gente tinha chegado da igreja. De repente eu olhei na porta, pensando que era o meu sobrinho que tava lá, e vi um rapaz moreno olhando pelo vidro. Quando eu cheguei perto ele já veio entrando com uma arma de fogo e o colega dele com duas facas. Trancaram todos nós e ainda tentaram me furar”, lembrou na delegacia um dos moradores da casa.

Apesar da prisão de Pelé como a quinta pessoa a participar do assalto, a polícia acredita que existam outros envolvidos já que os aparelhos roubados ainda não foram encontrados.

Compartilhamentos