Compartilhamentos

MANOEL DO VALE

A Universidade Federal do Amapá (Unifap) realizou uma ação de prevenção do diabetes e da hipertensão depois que uma pesquisa apontou que a maioria dos servidores, incluindo professores, está com sobrepeso e leva uma vida sedentária. A pesquisa foi uma iniciativa da Divisão de Qualidade de Vida da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progep).

A pesquisa avaliou cerca 130 profissionais entre professores e técnicos (em um universo de quase 1,2 mil) em janeiro deste ano. O resultado, 68%, apesar de alto, põe a Unifap na média dos índices medidos nas outras universidades federais brasileiras.

Campanha antecede um programa que vai durar dois anos. Fotos: Manoel do Vale

Campanha antecede um programa que vai durar dois anos. Fotos: Manoel do Vale

“Nós vamos desenvolver uma campanha de dois anos (2016/2017) com o intuito de incentivar a alimentação saudável, manutenção do peso ideal, diminuição do stress e a pressão em 12X8, que resulte em uma melhor qualidade de vida, o que inclui a prática de exercícios físicos”, pontua coordenadora da divisão, Andrea Negreiros.

O programa que ainda se encontra na fase de planejamento estratégico, já soma com o apoio de profissionais para as atividades de ginástica laboral para os servidores, e nas conversas de conscientização para a importância de uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos regulares.

Funcionários estão sendo atendidos no hall de entrada da Unifap

Funcionários estão sendo atendidos no hall de entrada da Unifap

A campanha Unifap 12X8 acontece no hall de entrada de reitoria e onde fica até a próxima sexta-feira, 1º, no horário comercial.

Na ação, os técnicos medem a altura, peso e pressão arterial dos funcionários. Dados são calculados na hora para saber se os índices de massa corporal (IMC), que é o resultado da soma do peso versus a altura, são os ideias.

Compartilhamentos