Compartilhamentos

HUMBERTO BAÍA, DE OIAPOQUE

Em Oiapoque, no extremo norte do Amapá, já começou a busca por alianças pela sucessão municipal. Nomes como Enoque Galvão (PTdoB), Joacy Rabelo (PSB) e Marcelo Martins (DEM) já começaram as articulações em meio a jantares e a tradicional xícara de café.

Joacy Rabelo recebeu em sua casa o democrata Marcelo Martins. Se do encontro sair os dois na mesma chapa, é possível que dois senadores estejam no comando da campanha: Davi Alcolumbre (DEM) e João Capiberibe (PSB). Seria uma chapa para dar muito trabalho a outras coligações.

Joacy Rabelo e Marcelo Martins

Joacy Rabelo e Marcelo Martins

Marcelo Martins é funcionário público e amigo do senador Davi. Joacy Rabelo é empresário e já foi vereador, presidente da câmara e presidente da Câmara de Comércio de Oiapoque duas vezes. Mas de concreto mesmo só a partir de abril.

Enquanto isso, Sidney do Palace (PR ) segue tentando fazer alianças com seu fiel escudeiro Charles da Caipirinha, que mesmo depois de quatro anos em Oiapoque ainda é considerado um recém-chegado. Na última eleição ele ficou último lugar com 367 votos (3,31% dos votos válidos). Na semana passada, as eleições deste ano foram o principal cardápio durante uma rodada de pizza (foto de capa).

Enoque Galvão.

Enoque Galvão

Miguel Caetano de Almeida (PDT), o atual prefeito, ainda não decidiu se vai disputar a reeleição.

Outro pré-candidato, Enoque Galvão, já concorreu ao  pleito eleitoral como vereador  e obteve 272 votos. Enoque é evangélico, empresário e militante  do PTdoB, partido que também é da base do governo do Estado. Pelo visto, ainda vai ter muito café nesse bule. 

 

Compartilhamentos