Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Neste ano, a Páscoa será comemorada mais cedo, no dia 27 de março, diferente de outros anos em que a data caiu no mês de abril. Para festejar, a tradição criada pelo comércio manda que as pessoas comprem ovos de chocolate para presentear um parente ou amigo, mas com certeza esse ano o presente vai custar caro. Nem mesmo o doce escapou da crise.

A Páscoa é uma das maiores festas cristãs no mundo, o dia da ressurreição de Cristo. As datas as vezes mudam por que o dia é comemorado sempre no domingo depois da primeira lua cheia da primavera.

Neste supermercado, agora é que funcionários começando a organizar as opções. Fotos: André Silva

Neste supermercado, agora é que funcionários começando a organizar as opções. Fotos: André Silva

 

Alguns supermercados de Macapá começaram a expor os tradicionais ovos no fim do mês passado e outros esta semana. Esse ano o preço está mais salgado do que o de costume. Segundo o gerente de supermercado Jomar Freitas, houve redução das encomendas e as fábricas estão apostando em brindes e brinquedos para atrair principalmente as crianças.

“Os ovos de Páscoa para esse ano saíram bem mais caros que no ano passado. Um dos motivos pode ter sido por ocasião de a Páscoa ser mais cedo. Nós reduzimos as compras em pelo menos 20% em relação ao ano passado”, revelou.

Gerente Jomas Freitas: aposta nos brindes

Gerente Jomas Freitas: aposta nos brindes

Segundo ele, a procura ainda está muito baixa por que a exposição dos produtos começou no início do mês.

“Os clientes vão ver que os ovos sofreram esse aumento no preço e vão começar a pesquisar, se for necessário faremos o mesmo para acompanhar o preço da concorrência” , garantiu.

Preços variam de acordo com o tamanho e o fabricante

Preços variam de acordo com o tamanho e o fabricante

Casal assustado com os preços

Casal criticou preços

E tem gente se assustando com os preços que variam de acordo com o fabricante e do tamanho do doce. Os valores variam de R$ 6,99 a R$ 65,99.

“A crise tirou o doce da Páscoa. O chocolate está muito amargo. O ovo de cem gramas custa hoje o que custava um maior. É um absurdo”, criticou o funcionário público Júlio Marcelo Araújo.

Compartilhamentos