Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Em menos de dois dias mais de 17 mil pessoas foram imunizadas contra a gripe H1N1, divulgou nesta segunda-feira, 11, a prefeitura de Macapá. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), as doses da vacina devem ser mais controladas para priorizar o público alvo.

Neste primeiro momento, segundo o Ministério da Saúde, o público alvo são bebês a partir de seis meses e crianças menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), idosos a partir dos 60 anos, gestantes, pessoas com doenças crônicas, população carcerária e profissionais de saúde. A campanha continua até o dia 15 de maio.

“Foi uma grande surpresa o número de pessoas que se dispuseram a se vacinar logo no primeiro dia (sexta-feira, 8). É importante destacar que aquelas pessoas que são portadores de doenças crônicas devem apresentar documentos comprovando sua condição clínica. Aos que estão no grupo, mas estão gripados, é vir vacinar quando estiver bem”, explicou a coordenadora municipal de Imunização, Jorsette Cantuária.

Antônio Chucre: filas para idosos e crianças

Antônio Chucre: filas para idosos e crianças. Fotos: Cássia Lima

Há casos em que pessoas estão se identificando como portadores de doenças crônicas, mas não estão comprovando isso nas filas de vacinação. Alguns episódios terminaram em tumultos.

O aposentado Antônio Chucre, de 67 anos, procurou a UBS mais próxima de casa para se vacinar. Ele diz que sempre se vacina para se prevenir do que puder.

“Eu tomo todos os anos a vacina da gripe. Gostei que este ano fizeram uma fila exclusiva só para idosos e outra só para crianças. Como a maioria aqui é criança, não precisei esperar muito”, disse.

O Ministério da Saúde recomenda que, além da vacinação, a população deve adotar medidas de prevenção para evitar a infecção por gripe, como lavar sempre as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas, o que facilita a transmissão de doenças respiratórias. Cobrir a boca com o braço ao tossir ou espirrar e utilizar álcool gel nas mãos são outros cuidados.

A vacinação continua de segunda a sexta-feira nas unidades de saúde.

Compartilhamentos