Compartilhamentos

SELES NAFES

Um acidente terminou em briga generalizada entre o pai de um motorista embriagado e funcionários do Hotel do Forte, na orla do Bairro Santa Inês, em Macapá, no início da manhã desta sexta-feira, 1º. O motorista teria dormido ao volante e o veículo subiu na calçada do hotel.

O acidente ocorreu por volta das 7h. A calçada tem mais de 30 centímetros de altura, e foi o que impediu que o veículo entrasse no prédio do hotel. O Celta estava sendo dirigido por Fredy Lima dos Reis, de 30 anos.

Calçada e pilastra impediram que o carro entrasse no prédio. Fotos: Seles Nafes

Calçada e pilastra impediram que o carro entrasse no prédio. Fotos: Seles Nafes

Testemunhas disseram que depois da colisão com a calçada e com um pilar de madeira da fachada do hotel, ele teria ficado dentro do carro dormindo. O pai do motorista, o agricultor Luis Lima dos Reis, 58 anos, chegou no momento em que funcionários do hotel estavam tirando ele do carro. Houve discussão e agressões.

Policiais do BPTran descobriram que o motorista é reincidente

Policiais do BPTran descobriram que o motorista é reincidente

“Eu cheguei me oferecendo pra resolver o problema. Eu não ia levar ele embora. Mas disseram que já tinham chamado a polícia e eu disse que estava tudo bem, então. Mas um homem que estava de camisa listrada começou a inflamar, a provocar. Quando o meu filho quis levantar ele jogou meu filho no chão. Meu outro filho chegou dizendo para pararem com aquilo, e foi agredido com um tapa no rosto. Eu puxei o cidadão e fui agredido também”, disse o agricultor com lesões nas pernas.  

Acidente ocorreu por volta das 7h

Acidente ocorreu por volta das 7h

O proprietário do hotel, Rafael de Castro, contou outra versão.

“Alguns funcionários nossos tiraram ele de dentro e pediram pra ele ficar. Os familiares dele chegaram e queriam que ele se evadisse do local. Houve agressões de ambas as partes, mas do meu pessoal estava se defendendo”, alegou o empresário.

Depois da confusão, Fredy Lima dos Reis fugiu correndo, mas foi seguido por funcionários do hotel que o cercaram a três quarteirões de distância do local do acidente. Ele foi contido até a chegada de uma equipe do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

Agricultor de 58 anos ficou machucado na briga: família vai vender o carro para pagar prejuízos

Agricultor de 58 anos ficou machucado na briga: família vai vender o carro para pagar prejuízos

Freddy se negou a fazer o teste do bafômetro. De acordo com o BPTran, o motorista é reincidente. Ele já tinha sido multado por embriaguez ao volante. O pai admitiu que o filho tem problemas com álcool.

Luis Reis é evangélico da Assembleia de Deus e disse que vai vender o carro que foi comprado recentemente atendendo a um antigo desejo da família.

“Nossa família sempre quis um carro. Agora vamos voltar a andar de ônibus. Eu sempre disse que ia vender o carro caso acontece isso, e foi o que ocorreu”,

Todos os envolvidos foram apresentados no Ciosp do Pacoval. O motorista foi preso em flagrante.

Compartilhamentos