Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Ensinar futebol e formar cidadãos com caráter são os principais objetivos do projeto Elite da Bola, uma escolinha de futebol diferente. A iniciativa trabalha na formação espiritual dos pequenos atletas a partir de lições de caráter baseados na vida de Cristo, e claro, com muitas técnicas de futebol. Tudo de graça.

Pablo: sonho em jogar como o Ronaldinho Gaúcho. Fotos: Cássia Lima

Pablo: sonho em jogar como o Ronaldinho Gaúcho. Fotos: Cássia Lima

O projeto iniciou fora do Amapá em 2005, na cidade de Nova Odessa, em São Paulo, quando o missionário Davi Liepkan buscava agregar esporte e ensinamentos bíblicos.

A ideia deu certo e ganhou vários polos pelo Brasil, mobilizando mais de 3 mil atletas, atualmente.

Quem implantou o projeto no Amapá foi a Igreja dos Irmãos. A ideia foi do empresário Edinoelson Trindade, membro da igreja, que conheceu em 2014 o projeto e seu princípio social.

“O projeto usa o futebol como arma de mudança de caráter, mudança na vida pessoal que reflete na família de cada um. Além de treinos orientamos os meninos a serem gentis, ajudar em casa e a mudar a sua própria história. Isso me fascinou”, justifica ele.

A Elite da Bola inaugurou esta semana o primeiro treino em solo amapaense. Neste sábado, 2, foi o primeiro treino dos 50 meninos das categorias sub 11, sub 13 e sub 16.

“Eu ficava em casa assistindo TV, jogando bola e brincando na rua. Agora vim pra cá. É muito bacana porque aprendemos coisas que nunca vi no futebol de rua. Meu sonho é jogar bola como o Ronaldinho Gaúcho”, contou Pablo de Paula, de 10 anos, que mora com o pai no Bairro Perpétuo Socorro.

Além das técnicas de futebol, crianças aprendem que é preciso ajudar em casa e serem gentis

Além das técnicas de futebol, crianças aprendem que é preciso ajudar em casa sendo sempre gentis

O projeto tem treinos regulares com horário para cada idade todos os sábados pela manhã na Escolinha Zico 10, na Rua Odilardo Silva, no Centro de Macapá. Quatro treinadores voluntários auxiliam as crianças.

“É muito bacana pra gente, tem umas atividades bíblicas e vejo que posso aprender muito aqui. Hoje foi meu primeiro dia e já estou gostando, vou ensinar isso para os meninos da minha rua”, disse Mikael Chucre da Silva, de 13 anos, morador do Bairro Universidade, Zona Sul de Macapá.

Edivaldo Trindade, de 49 anos, ex-jogador e voluntário no projeto, conta como o esporte e os ensinamentos bíblicos fizeram diferença na vida dele.

Edivaldo jogou futebol por 9 anos, sendo que 6 anos foram no esporte amador e 3 no profissional. Defendeu o Trem Desportivo Clube e foi campeão do antigo “Copão da Amazônia”, em 1990 pelo Ypiranga.

Mikael: posso aprender muito aqui

Mikael: posso aprender muito aqui

“Hoje ensinei a eles sobre o principio da verdade, não querer enganar juiz ou jogador. A não mentir aos pais ou a si mesmos. Estamos tentando ensinar que Jesus é a verdade e temos que praticar isso. Esses princípios me nortearam e definiram minha vida até hoje e quero o mesmo pra eles”, enfatizou.

O princípio da escola pode ser diferente das 45 outras existentes em Macapá, mas o objetivo é o mesmo.

Edivaldo,, ex-jogador e agora treinador voluntário: "hoje ensinei eles a não enganar o juiz e não mentir para os pais"

Edivaldo, ex-jogador e agora treinador voluntário: “hoje ensinei eles a não enganar o juiz e não mentir para os pais”

“Temos as perspectivas de participar dos campeonatos municipais, estaduais e interestaduais, é nesses ambientes que vamos testar tudo que ensinamos a eles. Desde evitar xingamentos, palavrões e técnicas de futebol”, finalizou o empresário Edinoelson, que também e o atual secretário de Desporto e Lazer do Amapá.

Para quem gostou do projeto, a boa notícia é que ainda existem 20 vagas. Os interessados podem procurar a Escola Zico 10, e realizar as inscrições na Rua Odilardo silva, 1498, Centro.

 

Compartilhamentos