Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Equipes da Delegacia de Captura da Polícia Civil do Amapá prenderam nesta terça-feira, 19, mais dois acusados de envolvimento na morte de Eliane Maciel da Silva, de 31 anos, a ‘Boneca’, ocorrida na madrugada de Natal na área de pontes do Conjunto Laurindo Banha, no Bairro do Buritizal, Zona Sul de Macapá. Os dois são irmãos.

Leomar Batista da Costa, o ‘Pingo’, de 22 anos, e Leandro da Silva Batista, o ‘Tigre’, de 26 anos, estão com a prisão preventiva decretada a pedido da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP).

Leomar Batista da Costa, o ‘Pingo’

Leandro da Silva Batista, o ‘Tigre’

Ao todo seis pessoas participaram do assassinato que ocorreu durante uma festa na casa de Eliane. Participavam da comemoração apenas casais formados por mulheres.

“Era uma festa só de mulheres. Eles queriam dinheiro para comprar bebida alcoólica, e, como não conseguiram, passaram a ofender as mulheres com palavras preconceituosas. Eles apanharam e depois voltaram para se vingar, foi quando eles acabaram matando Boneca”, explicou o delegado Glemerson Arandes, que investiga o caso.

Leomar Batista da Costa, o ‘Pingo’,

Leomar Batista da Costa, o ‘Pingo’

A vítima foi morta a golpes de terçado e teve objetos da casa roubados. Na manhã seguinte um dos acusados, Andreylan Jony Souza Ferreira, o ‘Pica-pau’, de  21 anos, foi morto numa troca de tiros com policiais do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM).

Em março foram presos outros dois envolvidos, Elton Freitas Costa, o ‘Papel’, e Tiago Souza Brandão, além de um menor. Todos estão respondendo por latrocínio.

Compartilhamentos