Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um motorista parou o caminhão para abastecer em um posto de gasolina ao lado do Parque do Forte, na orla de Macapá, e foi surpreendido por dois bandidos em uma motocicleta. O motorista reagiu e levou dois tiros, um deles na região do maxilar.

O assalto ocorreu quase no fim da tarde desta terça-feira, 12. O carona desceu da moto segurando uma arma e se dirigiu até o caminhão anunciando o assalto. O veículo pertence a uma distribuidora, e os bandidos diziam que havia R$ 10 mil em dinheiro no caminhão.

Três munições deflagradas. Fotos: Olho de Boto

Três munições deflagradas. Fotos: Olho de Boto

Houve luta corporal entre o bandido e a vítima que reagiu. Ao menos 3 tiros foram disparos, dois acertaram o motorista.

Populares viram o que estava acontecendo e decidiram ajudar. Eles conseguiram desarmar o bandido que começou a ser espancado. Vendo a confusão, o comparsa fugiu na motocicleta.

Uma equipe do 6º Batalhão da PM chegou rapidamente acionada pelo Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes). O Ciodes havia recebido a informação pelo 190 de populares que viram a tentativa de assalto e os tiros sendo disparados. Quando a equipe chegou o bandido já estava dominado pelos populares e bastante ferido.

Paulo Jadison tentou enganar os policiais 3 vezes com nomes falsos

Depois de apanhar da população, Paulo Jadison tentou enganar os policiais 3 vezes com nomes falsos

O motorista Robson Novaes da Silva, de 36 anos, foi socorrido e levado para o Hospital de Emergência de Macapá onde passou por cirurgia e não corre risco de morte.

Durante a abordagem policial, o bandido tentou enganar os policiais dando três nomes falsos e escondendo a idade. Ele afirmava ter 16 anos.

“Nós ligamos para a mãe dele que informou a data de nascimento dele. Não batia com a idade que ele estava informando”, comentou o sargento Marcos Costa, do 6º Batalhão da Polícia Militar.

Arma usada por ele no crime. Comparsa fugiu

Arma usada por ele no crime. Comparsa fugiu

Os policiais também descobriram que Paulo Jardison da Cruz Souza, de 18 anos, é foragido do Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein). Ele disse que não sabe o nome do comparsa que fugiu na moto. Paulo foi apresentado em flagrante no Ciosp do Pacoval.

Compartilhamentos