Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Quatro homens foram presos no fim da noite deste domingo, 17 acusados de adulterar motocicletas roubadas em Macapá. Dois deles são mototaxistas clandestinos. Na delegacia de polícia, eles disseram que as motos foram furtadas de dentro do pátio do Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran).  

As prisões começaram após a abordagem a um mototaxista clandestino no Bairro Perpétuo Socorro, a Zona Leste de Macapá. No local funciona um ponto de parada de mototaxistas clandestinos, onde a PM já havia encontrado outras motos roubadas.

Motos encontradas em diferentes pontos de Macapá, todas com placas clonadas. Fotos: Olho de Boto

Motos encontradas em diferentes pontos de Macapá, todas com placas clonadas. Fotos: Olho de Boto

Neste caso, os policiais descobriram que a placa, na verdade, pertencia a uma Ford Ranger. E em uma verificação mais minuciosa ficou constatado que o chassi tem a numeração de uma motocicleta roubada.

O condutor disse que tinha alugado a moto de outra pessoa, e indicou uma casa onde o suposto proprietário mora, ainda no Perpétuo Socorro. Na residência o suspeito foi localizado e preso. Ele admitiu ser o “dono”, e que tinha recebido o veículo de outra pessoa que mora no Bairro Renascer, na Zona Norte de Macapá.

Já no Renascer, os policiais localizaram a residência e o terceiro acusado. Dentro da casa mais uma motocicleta foi encontrada, e com as mesmas características do veículo apreendido no Perpétuo Socorro, ou seja, a placa era falsa e o chassi indicava que a moto era roubada.

Motos teriam sido retiradas de dentro do pátio do Detran

Motos teriam sido retiradas de dentro do pátio do Detran

E as similaridades continuaram. O terceiro acusado informou que havia alugado a moto de uma terceira pessoa, também no Renascer, e indicou o endereço, uma vila de quitinetes. No local a polícia encontrou o suspeito e uma terceira moto, também adulterada.

“Infelizmente ficou comum e Macapá. Essas quadrilham roubam ou furtam as motos, adulteram e depois vendem ou alugam”, comentou o tenente César, do 6º Batalhão da Polícia Militar.

Foram presos em flagrante André Felipe Magno Nobre, de 21 anos, o primeiro a ser abordado no Perpétuo Socorro; Everton Patrick Trindade Ramos, de 23 anos, Alessandro Santa Rosa Albuquerque, de 22 anos, e William Patrick Marques Costa, de 22 anos, todos naturais de Macapá.

No Ciosp do Pacoval, onde foram apresentados, dois deles confessaram que recebiam as motos de uma quinta pessoa que prestaria serviços ao Detran. Os veículos teriam sido retirados do pátio do departamento.

O diretor adjunto do Detran, José Furtado, disse que vai tomar ciência da situação para depois emitir um posicionamento sobre o assunto. 

Compartilhamentos