Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A população chegou a respirar aliviada após o início das obras de duplicação da BR-210. É que o trecho urbano, que vai desde a frente da subprefeitura da Zona Norte até o conjunto habitacional Macapaba, sempre sofreu com a falta de iluminação, o que já provocou além de acidentes, muitos assaltos.

Única iluminaçāo do local vem dos faróis dos veīculos que passam por ali

Única iluminaçāo do local vem dos faróis dos veículos que passam por ali

“A gente sente muito medo de passar por aqui. Há mais de vinte anos esse trecho é assim. Depois dessa obra pensei que fosse melhorar”, queixa-se o pedreiro Edson Pantoja, de 34 anos.

O problema é antigo nesse perímetro. Quem utiliza o trecho quase que diariamente, queixa-se da insegurança provocada pela escuridão e má sinalização da via.

Populares que frequentam trecho urbano da BR 210 temem

Populares que frequentam trecho urbano da BR-210 se queixam da escuridāo

“A gente passa por aqui quase que todos os dias para visitar minha mãe que mora no Macapaba. A luz que temos para nos guiar vem dos faróis dos carros, sem elas você não enxerga um palmo diante do nariz. Eu já sofri um acidente aqui, mas a sorte foi não ter sido muito grave”, reclama a estudante Marli Vilhena, 37 anos.

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) no Amapá, Fabio Vilarilio, disse que existe um projeto de iluminação para aquele local, mas, segundo ele, a prefeitura ou a Companhia de Eletricidade do Amapá teriam que assumir a manutenção das luminárias.

Ele informou ainda que marcou uma reunião para a próxima segunda-feira, 2 de maio, com a Prefeitura de Macapá para tratar do assunto. As obras de duplicação da rodovia iniciaram em 2010 e ainda estão em fase de conclusão.

Compartilhamentos