Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Sindicatos de todas as categorias de servidores públicos do Amapá vão cruzar os braços na próxima quinta-feira, 14, durante uma paralisação e ato público chamado de “Vem para a mesa, governador”. Os sindicatos dizem que nas últimas rodadas de negociações, realizadas com secretários de Estado, não houve qualquer avanço positivo na pauta dos servidores.

O ato e paralisação foram decididos em assembleias realizadas no último de semana. Um dos sindicatos que encabeça o movimento é o Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Estado (Sinsepeap).

“O governador Waldez não vai para a mesa. Nas últimas três reuniões nada de positivo avançou. Na mesa realizada no último dia 28 só o secretário Teles (Planejamento) falou. A secretária Conceição Medeiros (educação) nem foi e os outros secretários ficaram calados”, criticou o presidente do Sinsepeap, Aroldo Rabelo.

Numa pllenária nesta terça-feira, 12, na quadra da igreja Jesus de Nazaré, o Sinsepeap pretende discutir as próximas ações do sindicato. Uma que já foi definida é uma assembleia geral no próximo sábado, 16. A pauta será decidida na plenária.

O ato público de quinta-feira será realizado na Praça da Bandeira, no Centro de Macapá, a partir das 8h30min.

Compartilhamentos