Compartilhamentos

 

SELES NAFES

Uma mulher de 39 anos morreu nesta terça-feira, 13, no Hospital de Clínicas Alberto Lima, em Macapá, com sintomas de gripe H1N1, mas só exames, que devem ficar prontos num prazo entre 7 e 15 dias, irão confirmar ou não a doença.

Por causa dos sintomas (um deles é a forte dificuldade de respirar), ela foi isolada no Centro de Doenças Transmissíveis (CDT) do Hcal, onde ficou internada durante quase uma semana.

“Ela entrou com sintomas de doença cardiorrespiratória”, informou a secretária Renilda Costa, acrescentando que não sabe precisar em que data haverá a divulgação do resultado do exame.

Os exames no material coletado do médico cubano Abel Ernesto Toledo, que morreu no dia 3 de abril no Hcal, também ainda não tiveram os resultados divulgados.  

No dia 5 de abril, a Sesa confirmou que a morte de um bebê de 8 meses por causada pelo vírus. Foi o primeiro óbito pela doença no Amapá.

Compartilhamentos