Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Prevendo longas filas na procura de última hora dos eleitores pendentes com a Justiça Eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE), pede que as pessoas atentem para a data final do alistamento e/ou regularização dos eleitores.

O prazo encerra no dia 4 de maio e como a procura está muito baixa, o TRE prevê filas quilométricas, daquelas pessoas que deixam para resolver suas pendências em última hora.

Diretor

Veridiano Colares, diretor geral do TRE-AP: prazo nāo será prorrogado

 “Nós já estamos preparados para uma eventual emergência. Estamos dando esse alertar para que não aconteça o que vemos todos os anos”, conta o diretor geral do TRE, Veridiano Colares.

Ele conta ainda que aumentou o número de guichês para atender uma quantidade maior de pessoas em menos tempo, já que cada atendimento tem duraçāo média de 12 a 15 minutos.

“Nosso sistema agora é diferente. Antes nós colhíamos a impressão digital dos eleitores e elas ficavam armazenadas aqui e depois nós enviávamos para o Tribunal Superior Eleitoral, aonde é guardado todos os registros. Hoje funciona tudo de forma on-line, por isso há uma demora maior para colher os dados dos eleitores”, conta o diretor.

Atendimento

Atendimento leva em média 15 minutos

Ele informa que no dia primeiro de maio, o TRE estará em parceria com a Secretaria do Trabalho em uma programação no Estádio Zerão, em comemoração ao Dia do Trabalho.

Também lembra que além da Casa da Cidadania, localizada na Avenida Mendonça Júnior, Centro de Macapá, o TRE tem pontos no Super Fácil da Zona Norte e da Zona Sul, além de mais 10 guichês dentro do auditório da sede do Tribunal, que serāo usados em caso de emergência.

Compartilhamentos