Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Até 26 de maio, as 1.440 pessoas titulares de apartamentos no Residencial São José, no Bairro Buritizal, Zona Sul de Macapá, irão passar por várias visitas da Caixa Econômica Federal (CEF) para comprovação dos dados informados no cadastro.

Segundo o comitê gestor do programa Minha Casa, Minha Vida, ter o nome na lista ainda não é a certeza de ganhar o imóvel. Três famílias já foram desclassificadas.

Conjunto tem

Conjunto tem 1.44o apartamentos

O listão com os nomes dos beneficiados saiu na quinta-feira, 5. Segundo a coordenadora do Comitê Gestor, Mônica Dias, a comprovação dos dados será feita pelas equipes para fiscalizar se a pessoa está dentro dos critérios do programa como: renda inferior a R$ 1,6 mil; se é morador de áreas de riscos, de ressaca; se mulher, responsável pelo grupo familiar; pessoas com deficiência e idosos.

Mônica Dias, do Comitê Gestor:

Mônica Dias, coordenadora do Comitê Gestor: vamos continuar fiscalizando para que pessoas que nāo precisem sejam contempladas

“Já identificamos três pessoas que não poderão receber o imóvel por estar fora dos padrões exigidos pelo Ministério das Cidades, uma inclusive, havia sido aprovada em um concurso público após a inscrição. O Comitê vai continuar fiscalizando para que pessoas que não precisem sejam contempladas”, enfatizou Mônica Dias.

O Conjunto Habitacional São José começou a ser construído em 2013 pela prefeitura de Macapá em parceria com o Governo Federal. Tem investimentos de R$ 89,2 milhões e deve comportar 1.440 apartamentos, compostos por dois quartos, área privativa de 44 metros quadrados, sala, cozinha e área de serviço.

A vendedora de lanches Rosimeire Vidal, de 31 anos, foi uma das pessoas que teve o nome divulgado na lista. Ela paga há 11 anos aluguel, no Canal do Jandiá, agora vai poder ter uma casa.

Rosimeire Vidal, uma das contempladas

Rosimeire Vidal, uma das contempladas do conjunto Sāo José. Fotos: Cássia Lima

“Eu, meu marido e nossos dois filhos temos uma renda mínima de R$ 600. Ainda vou receber a visita, mas estou dentro dos critérios e já me sinto feliz em dizer que logo terei a minha casa. Sei que vou pagar umas taxas que agora não pago, mas vale a pena pelo meu cantinho”, disse animada a vendedora.

Até dia 26 de maio, os beneficiados na lista poderão vistoriar os imóveis e serão chamados para a assinatura dos contratos.

O conjunto habitacional, que deve ser inaugurado no dia 3 de junho, é o segundo empreendimento residencial a ser entregue pela prefeitura. O primeiro foi o Residencial Mestre Oscar, na Zona Norte. O próximo será o Jardim Açucena, com 1,5 mil moradias.

Compartilhamentos