Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A irmã do homem de 37 anos preso nesta quinta-feira, 12, acusado de abusar sexualmente de uma idosa de 69 anos, disse que ele sofre de esquizofrenia, e é considerado incapaz.

Segundo Ecione Souza, ele toma remédios controlados desde os 14 anos, e não é viciado em drogas. Moradores informaram à Guarda Civil Municipal, que efetuou a prisão, que o acusado frequentaria a arquibancada de futebol abandonada no Perpétuo Socorro, na Zona Leste de Macapá, onde vivem usuários de drogas.

“Esse rapaz é meu irmão e não é usuário de drogas. Mas quem quiser dizer que prove. Ele é esquizofrênico. Toma remédios controlados desde os 14 anos e provo porque tenho todos os documentos médicos”, informou ela.

O acusado foi filmado por um morador abordando a idosa em uma rua movimentada do Perpétuo Socorro. Ele foi imobilizado por populares até a chegada da Guarda Civil que o levou para a Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM).

A idosa confirmou que foi abusada e que o acusado se aproximou dela alegando que queria ‘orar’, porque Deus o teria avisado que ela estava doente. Foi então que o acusado passou as mãos das partes íntimas da vítima.  

“Ele apenas está surtado, há mais de duas semanas sem tomar remédio. Há duas semanas levamos ele para tomar remédio com apoio da ambulância do Samu. E nossa família nunca abandonou ele, por isso, ele é pouco visto pela rua”, acrescentou.

O acusado foi liberado pela polícia, depois que a família apresentou todos os laudos médicos e se comprometeu a manter o tratamento dele em dia.  

Compartilhamentos