Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Agentes da guarda interna do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) apreenderam cerca de 1 quilo de maconha e 30 chips de celulares em marmitas de alumínio que seriam servidas com o jantar dos presos.  Um funcionário da empresa responsável pelas refeições foi preso em flagrante.

A apreensão ocorreu no fim da tarde desta sexta-feira, 13. A direção do Iapen informou que as marmitas estavam sendo levadas para o pavilhão F4, onde estão mais de 200 detentos condenados.

30 chips estavam junto com a droga

30 chips estavam junto com a droga

Droga foi vista por um agente assim que as marmitas caíram

Droga foi vista por um agente assim que as marmitas caíram

As marmitas estavam sendo transportadas em uma ‘basqueta’, e no meio do caminho para o pavilhão o carrinho virou com as marmitas caindo ao chão. Nesse momento, um dos agentes viu a droga. Um dos detentos que ajudava no transporte acusou um funcionário a empresa.

“Fomos conferir no sistema de câmeras da cozinha e as imagens mostram quando esse funcionário coloca a droga entre os marmitex”, disse o diretor do Iapen, Jeferson Dias.

Eric Jonathan da Silva Correa foi preso em flagrante por tráfico de drogas, e levado para o Ciosp do Pacoval.

Eric Jonathan foi preso em flagrante por tráfico dr drogas

Eric Jonathan foi preso em flagrante por tráfico de drogas

Eric sendo levado para o Ciosp do Pacoval. Fotos: GTP/Divulgação

Eric sendo levado para o Ciosp do Pacoval. Fotos: GTP/Divulgação

De acordo com o diretor, os detentos apenas ajudam a transportar as marmitas até os pavilhões.

“Eles não ajudam no preparo dos alimentos”, comentou o diretor.

A Polícia Civil e o serviço de inteligência do Iapen vão tentar descobrir de quem eram os produtos proibidos e quais eram os destinatários. 

Compartilhamentos