Compartilhamentos

SELES NAFES

Oficialmente, a família ainda não reconheceu como sendo de Sérgio Almeida, de 41 anos, o corpo encontrado na tarde desta quarta-feira, 4, em um ramal do KM-12 da BR-210. O avançado estado de decomposição atrapalha, mas, informalmente, parentes já acreditam que o cadáver seja mesmo do engenheiro.

“As pessoas falam no relógio que está no pulso (do corpo), mas ninguém sabe qual era esse relógio porque ele estava virado pra baixo. Só a perícia vai determinar, contudo, é quase 100% de chance de ser ele”, comentou um familiar.

Sérgio Almeida: Identificação oficial só após perícia

Sérgio Almeida: Identificação oficial só após perícia

Os pais de Sérgio são os que mais estão sofrendo com a notícia. O pai tem 85 anos e pedia o tempo todo para que o filho fosse trazido de volta. A mãe tem 75 anos.

A notícia da descoberta do corpo chocou a todos, mas trouxe um alento.

“Agora estamos mais tranquilos, pelo menos poderemos sepultá-lo, nos despedir dele. Para gente demorou muito, mas para o tempo da polícia até foi rápido”, avaliou o mesmo parente.  Sérgio Almeida tem um filho, mas é solteiro. 

O Núcleo de Operações e Inteligência (NOI) da Polícia Civil, que conduz as investigações, ainda não se pronunciou sobre suspeitos. 

Compartilhamentos