Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A animação dos estudantes marcou a abertura oficial dos Jogos Escolares Amapaenses 2016, na manhã deste sábado, 14, no Ginásio Avertino Ramos. O grande destaque foi para o atleta Gabriel Nascimento, destaque em edições anteriores dos jogos e que hoje participa da Seleção Brasileira de Taekwondo.

A abertura contou com a apresentação das escolas participantes e de grupos de dança. A Banda Marcial  da Escola Antônio Cordeiro Pontes animou a galera com diversos ritmos. Confira no vídeo:

Autoridades fizeram a abertura do evento. Fotos: Cássia Lima

Autoridades fizeram a abertura do evento. Fotos: Cássia Lima

Segundo a Secretaria de Desporto e Lazer (Sedel), 87 escolas participam dos jogos. Nesta edição, o destaque é para as sete modalidades paraolímpicas e o futebol feminino. Quem amou a energia dos alunos foi Gabriel Nascimento da Silva, 17 anos, atleta há quatro anos faz parte da Seleção Brasileira de Taekwondo e atua há dois anos também na Seleção Amapaense.

Ele participou dos jogos há quatro anos, quando ainda era estudante do Instituto Federal do Amapá (Ifap). Começou nos jogos e logo seu talento chamou atenção. Hoje ele é vice-campeão pan-americano de taekwondo.

4 mil atletas vão participar dos jogos

4 mil atletas vão participar dos jogos

“Eu vim para os jogos por causas dos meus amigos. Nunca imaginei ganhar e sequer participar da seleção. Mas fui gostando cada vez mais e logo me consagrei faixa preta. Graças a Deus deu tudo certo. Os jogos mudaram minha vida”, destacou o atleta (na capa).

A estimativa é que quase 4 mil alunos participem de modalidades olímpicas como: basquete, futsal, handebol, vôlei, judô, luta olímpica, tênis de mesa, entre outras. Este ano há representantes de todos os municípios.

As disputas iniciam no próximo sábado, 21, e seguem até setembro com a seletiva para a fase nacional prevista para ocorrer entre os meses de setembro e novembro no município de João Pessoa, estado da Paraíba.

Um dos objetos é formar atletas paralímpicos

Um dos objetos é formar atletas paralímpicos

De acordo com o secretário de Desporto e Lazer, Edinoelson Trindade, no ano passado foram indicados 10 paratletas para a fase nacional, 6 voltaram medalhas de ouro para o Amapá. A ideia é que esses estudantes paraolímpicos se tornem atletas profissionais e representem a seleção.

Solenidade no Ginásio Avertino Ramos

Solenidade no Ginásio Avertino Ramos

“Os jogos escolares são essenciais e mesmo no momento de crise, não medimos esforços para manter essa tradição das etapas municipais e estaduais. Precisamos fomentar o esporte e principalmente as paraolimpíadas. Nós temos muito potencial, nossos alunos tem um foco e disciplina que não perdem para outros alunos do resto do país”, destacou o secretário.

Compartilhamentos