Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma ossada humana foi encontrada na manhã desta quinta-feira, 5, enterrada em um quintal no Bairro Novo Horizonte, Zona Norte de Macapá. Os restos mortais podem ser de um traficante que teria sido esquartejado na residência, mas também podem pertencer a outras vítimas.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe) que apura o desaparecimento de 3 pessoas em circunstâncias e datas diferentes. Hoje os policiais receberam a informação de que uma das vítimas poderia ter sido enterrada nos fundos de uma residência na Avenida Antônia Picanço da Silva.

Casa passou alguns meses abandonada. Fotos: Olho de Boto

Casa passou alguns meses abandonada. Fotos: Olho de Boto

No fim da manhã, uma equipe formada por policiais da Decipe e da DP do Novo Horizonte foi até o endereço indicado por um informante. Chegando ao local, as equipes começaram a escavar até encontrar a ossada que estava misturada a roupas.

O delegado Alan Moutinho, que comanda as investigações, estimou em dois meses o tempo de existência da cova.

Delegado Alan Moutinho analisa o local do crime: três pessoas estão desaparecidas

Delegado Alan Moutinho analisa o local do crime: três pessoas estão desaparecidas

“Aparentam ser pedaços de uma bacia e de um fêmur. Existem algumas pessoas que estão desaparecidas há bastante tempo, dois homens aqui na área e uma mulher. Teve aquele traficante que foi encontrado carbonizado dentro do carro (Campina Grande há 3 meses). Consta no inquérito que ele foi esquartejado aqui nessa casa. Pode ser também parte do corpo dele”, comentou o delegado.

Assim que acharam os primeiros ossos os policiais pararam de escavar e chamaram a Polícia Técnica do Amapá (Politec) para continuar o trabalho. A elucidação do crime com a identificação da vítima, ou vítimas, vai ser essencialmente da perícia.   

Ossos da perna e bacia foram encontrados. Agentes acionaram a Politec

Ossos da perna e bacia foram encontrados. Agentes acionaram a Politec

A residência onde a ossada foi encontrada está habitada atualmente, mas passou um período abandonada. Aparentemente os atuais moradores não sabiam do sepultamento macabro no quintal, mas eles serão interrogados.

Neste momento, a Politec está no local fazendo novas escavações.

Compartilhamentos