Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Responsável pela emenda que representou a maior liberação de recursos federais da história na educação de Santana, R$ 4 milhões,  o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) começou a perder a paciência com o prefeito Robson Rocha (PR). Tudo por causa da lentidão na execução dos serviços de reforma e aparelhamento das escolas.

A emenda é do tempo em que Davi Alcolumbre era deputado federal, em 2014.  Mas só este ano, mais de 2 anos depois, é que a prefeitura começou a entregar parte dos equipamentos nas escolas. 

“Fico feliz quando vejo que os recursos estão sendo aplicados para onde as nossas emendas estavam destinadas: educação. Só me entristece a demora. Esse recurso foi destinado em 2014 e só agora as escolas estão recebendo”, explica o senador.

Centrais de ar e mobílias compradas com recursos da emenda de Davi Alcolumbre: demora

Centrais de ar e mobílias compradas com recursos da emenda de Davi Alcolumbre: demora

“A Educação é uma das minhas principais bandeiras como parlamentar, e é por meio dela que luto pelo fim das desigualdades do Estado do Amapá por que acredito que só assim daremos jeito em nosso país”, acrescentou o senador.

Só no início de abril deste ano é que a prefeitura entregou a primeira a escola reformada com recursos a emenda de Davi Alcolumbre, o colégio Gentila Anselmo Nobre para mais de 400 alunos do ensino fundamental. A instituição recebeu a primeira reforma depois de 17 anos sem nenhum investimento.

Nesta escola, foram investidos R$220 mil na reforma física e em compra de equipamentos. O gasto foi 100% em emenda do parlamentar. Outras duas escolas também receberão as mudanças ainda este ano: Maria IInah e Ângelo Biraghi.

Compartilhamentos