Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Luvas, pás, ancinhos e muitos sacos de lixo foram os instrumentos usados no mutirão de limpeza por um grupo de amigos na manhã deste domingo, 1º, no Parque do Forte, em Macapá. Além de limpar o espaço, a boa vontade dos amigos voluntários ainda restaurou alguns brinquedos do playground.

A ação foi ideia da professora universitária Inajara Viana, que costumava levar a filha para brincar na praça, mas teve suspender os passeios devido à sujeira, falta de iluminação e depredação dos brinquedos.

Muitos sacos de lixo ficaram cheios. Fotos: Cássia Lima

Muitos sacos de lixo ficaram cheios. Fotos: Cássia Lima

“Eu queria que minha filha brincasse aqui então pensei que alguém devia limpar. Então me perguntei: porque não eu? A ideia ganhou vida e comecei a mobilizar os amigos, pedi apoio da secretaria (de Cultura, responsável pelo espaço) para manutenção da praça e da nossa ação. Muitos ajudaram, mas precisamos que a população mantenha limpo”, frisou a idealizadora do mutirão.

Professora Inajará quer voltar a frequentar o lugar com a filha

Professora Inajará quer voltar a frequentar o lugar com a filha, e que outros pais e filhos possam fazer a mesma coisa

Tatiane Trombim e o filho: passeios de bicicleta vão voltar

Tatiane Trombim e o filho: passeios de bicicleta vão voltar

De acordo com a professora, muitas pessoas doaram água, corda, madeira e material de limpeza para o mutirão. Outras preferiram arregaçar as mangar e ajudar, como dona Grizalda Fonseca Viana, mãe da professora. Ela também usa o espaço e lamenta o descaso.

“Eu tenho uma neta que gosta de brincar aqui e não pode porque está sujo e depredado. Sabemos que algumas pessoas não colaboram, mas podemos ajudar limpando. Fizemos um pouco hoje e queremos fazer outras vezes, porém pedimos que a população mantenha limpo e jogue o lixo na lixeira”, destacou.

Outros mutirões serão realizados

Outros mutirões serão realizados

Neste domingo os voluntários limparam toda a área do playground, estacionamento e lago artificial. Funcionários da empresa Solares, responsável pela manutenção do local, deram apoio na limpeza ao entorno de todo o parque. Segundo o secretário de Cultura do Amapá, Carlos Alberto Matias, a manutenção do parque será regularizada.

A ponte de cordas quebrada há mais de 1 ano

A ponte de cordas quebrada há mais de 1 ano

Outros brinquedos receberam reparos

Outros brinquedos receberam reparos

“A empresa deu uma paralisada por causa do contrato. Aí essa turma de amigos nos procurou para essa limpeza. Os serviços serão regulares para limpeza, colocaremos mais 30 lixeiras e já providenciamos uma nova iluminação com lâmpadas de LED”, explicou.

Quem viu a ação dos voluntários gostou. Tatiane Trombim conta que costuma trazer o filho para andar de bicicleta, mas hoje deu vontade de ficar no lugar que está voltando a ser bonito.

“Eu achei ótima a iniciativa e colaboro não sujando. Já que o poder público não tem competência pra fazer o mínimo essas pessoas fizeram. Nós sabemos que a população às vezes não ajuda, mas a empresa responsável tem que fazer a sua parte. O espaço é bom pra toda a família e todos têm que ajudar”, disse.

Funcionários da empresa deram apoio

Funcionários da empresa deram apoio

Carlos Matias, secretário de Cultura do Amapá: contrati

Carlos Matias, secretário de Cultura do Amapá: contrato

A idealizadora da ação, já avisou que outros mutirões serão feitos, assim como o trabalho de conscientização da população que frequenta o parque. Ela pede consciência ambiental para os usuários e frequentadores do Forte.

“A população tem que fazer a parte dela jogando o lixo na lixeira e mantendo o lugar limpo. Mais lixeiras serão instaladas e queremos que todos ajudem”, pediu Inajara.

A Secretaria de Cultura se responsabilizou em restaurar os brinquedos nesta segunda-feira, 2.

Compartilhamentos