Compartilhamentos

DA REDAÇÃO 

Terminou por volta de 12h50min o protesto de vigilantes em frente à sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Depois do tumulto que terminou em prisões e tiros com balas de rocha, os vigilantes exibiram ferimentos e os restos de bombas de efeito moral.

Confusão começou quando o Batalhão Ambiental tentou apreendeu um carro som que estaria irregular. Manifestantes tentam impedir, e houve revide da polícia

BRPM avança na direção dos manifestantes

BRPM avança na direção dos manifestantes

pm 3

Manifestante avisa colegas sobre a chegada da PM

Um dos feridos foi o vigilante José Gomes dos Santos (foto de capa), que trabalha há 4 anos na Vigex. O repórter Valdeí Balieiro registrou alguns momentos. Uma das fotos mostra o avanço e uma equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM).

Um diretor do Sindicato dos Vigilantes do Amapá foi levado para o Ciosp do Pacoval.  Os feridos foram levados para o Hospital de Emergência de Macapá.

Manifestante passa mal depois do disparo de bombas de efeito moral

Manifestante passa mal depois do disparo de bombas de efeito moral. Foto fornecida pelo Sindicato dos Vigilantes

 

Manifestante exibe resíduos de bombas

Manifestante exibe resíduos de bombas e outras munições não letais

Compartilhamentos