Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Uma equipe liderada pelo delegado Glemerson Arandes, da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP) prendeu um dos suspeitos de assaltar a escola de informática Compuway, no Centro de Macapá. O criminoso é acusado de roubar o lugar duas vezes num intervalo de apenas três meses.

O primeiro assalto ocorreu em novembro do ano passado e teve a participação de outros dois homens. No segundo crime, no fim de janeiro deste ano, o Rafael Ferreira Meireles teve a ajuda de um menor, segundo informou a DECCP.

Depois de cinco meses de investigações, os policiais identificaram pessoas que tinham comprado os objetos que foram roubados de clientes e funcionários nos assaltos. Até que a equipe chegou à identificação de um adolescente que teria participado do segundo roubo.

“O menor estava fora do estado. Esperamos ele retornar e localizamos ele num bar em área de ponte. Com ele conseguimos as características do Rafael e descobrimos que ele havia sido alvejado pela Polícia Militar num terceiro assalto e já estava preso no Iapen (Instituto de Administração Penitenciária do Amapá”, comentou o delegado.

A polícia pediu a prisão preventiva do criminoso pelos assaltos à Compuway enquanto ele estava no Iapen, mas quando o mandado foi expedido ele já havia sido solto. Mesmo assim, a polícia conseguiu localizá-lo mais uma vez.

“Conseguimos trazê-lo à delegacia, foi reconhecido e acabou confessando o segundo roubo com as imagens do circuito interno. No primeiro roubo não havia imagens, mas ele foi reconhecido por todos os funcionários”, disse Arandes.

Rafael Meireles foi preso na casa da namorada dele, no Bairro do Muca, e será levado de volta ao Iapen.

Compartilhamentos