Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Chegou na tarde deste domingo, 5, no Balneário de Fazendinha, em Macapá, o corpo de Julielson Cordeiro Vieira, de 26 anos, que estava desaparecido há quase uma semana depois que ele, supostamente, caiu de uma embarcação. Apesar do aparente acidente, a família suspeita de homicídio.

Julielson Vieira, que era serviços gerais e trabalhava no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar do Amapá (BPTran), estava desaparecido desde o último dia 30. Ele estava numa embarcação acompanhado de outros rapazes na comunidade de Cação, região de ilhas paraenses que fica próxima de Macapá.

Corpo chega ao balneário de Fazendinha depois de quase uma semana do desaparecimento. Fotos: Olho de Boto

Corpo chega ao balneário de Fazendinha depois de quase uma semana do desaparecimento. Fotos: Olho de Boto

O corpo dele, em avançado estado de decomposição, foi encontrado por ribeirinhos que chamaram o Corpo de Bombeiros. Parentes fizeram o reconhecimento pelas platinas que Julielson tinha em uma das pernas.

Familiares informaram que irão pedir uma investigação minuciosa da Polícia Civil, por afirmar que Julielson era um exímio nadador, o que enfraqueceria a versão contada pelas testemunhas que estavam no barco de que ele teria se afogado ao cair no rio.

O corpo foi levado para a Polícia Técnica que vai apontar as causas da morte.

Família acha que rapazes no barco estão mentindo

Família acha que rapazes que estavam no barco estão mentindo

Compartilhamentos