Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Cerca de 50 famílias que foram retiradas da área invadida que fica ao longo da Rodovia Norte-Sul, Zona Norte de Macapá, estão acampadas em um campo de futebol próximo a invasão. Elas dizem que não têm onde morar e pedem ajuda do governo e da prefeitura. A Polícia Militar concluiu a reintegração de posse no fim da tarde de quarta-feira, 29. O processo durou dois dias.

Aos poucos, campo de futebol vai dando lugar aos barracos. Fotos: André Silva

Aos poucos, campo de futebol vai dando lugar aos barracos. Fotos: André Silva

As famílias estão reconstruindo os barracos usando parte do material que sobrou do que foi demolido. Entres os adultos há também muitas crianças, que dormem dentro dos barracos improvisados cobertos por telhas de amianto, debaixo de um calor escaldante.

Luiz Oliveira está desempregado e

Luiz Oliveira é casado, tem quatro filhos e está desempregado

“Eu sei que eles vão nos expulsar daqui também, mas nós não temos para onde ir. Aqueles especuladores que o juiz dizia que tinha aqui, foram todos embora. Eu não tenho casa e nem estou empregado, não tenho condições nem de pagar aluguel. O que nós queremos é só um lugar para morar”, desabafa Luis Oliveira, de 39 anos. Ele é casado, tem quatro filhos e está desempregado.

Barracos são construídos com o que restou da demolição

Barracos são construídos com o que restou da demolição de outros

Homens e mulheres ‘metem a mão na massa’ para construir os barracos. Eles fazem um trabalho de formiguinha, vão até o local onde estão os entulhos e carregam o que podem até o campo. Maria das Graças Dantas, de 50 anos, tem pressão alta e diabetes. Ela e os cinco filhos estão no acampamento.

Graça

Graça Dantas, invasora: “estou aqui porque preciso de uma moradia”

“Estou aqui porque preciso de uma moradia para mim e meus filhos. Nós não estamos aqui porque queremos”, desabafou.

Eles estavam ocupando uma grande área que fica no fim da Ilha Mirim, há mais de seis meses. A reintegração de posse expedida pelo juiz federal João Bosco Soares, demorou dois dias para ser concluída.

Campo de futebol fica ao longo da Norte-Sul

Campo de futebol fica ao longo da Norte-Sul

Uma comissão formada por deputados estaduais esteve na manhã desta quinta-feira, 30, em reunião com o governador Waldez Góes. Durante o encontro, os parlamentares cobraram celeridade na construção do conjunto habitacional Miracema, onde provavelmente as famílias serão alocadas.

Compartilhamentos