Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

“A ponte está mais segura que qualquer um de nós”, declarou na manhã dessa segunda-feira, 20, o secretário de Obras de Macapá, Emilio Escobar, sobre a revitalização da ponte Sérgio Arruda. O serviço de “grampeamento” será feito em três etapas e supervisionado por um engenheiro do Pará. A obra tem previsão de término em novembro.

A primeira das três fases iniciou na quinta-feira, 16, e tem previsão de 30 dias para ser concluída. Segundo o secretário, essa fase é a mais delicada e emergencial.

Secretário Escobar: " Fotos: Valdeí Balieiro

Secretário de Obras de Macapá, Emilio Escobar: “o problema são os acessos da ponte”. Fotos: Valdeí Balieiro

“Essa etapa consiste em grampear uma placa de concreto na outra, minimizando o movimento das placas e preenchendo os espaços vazios com uma argamassa expansiva. O grampo tem meia polegada e deve segurar a obra por muito tempo”, assegurou Escobar.

A segunda etapa deve começar em um mês e consiste na construção de uma cortina de concreto. Ela deve ajudar na base da ponte para a terceira etapa.

IMG_0820

Primeira etapa da obra consiste em grampear as placas de concreto

“Na última fase vamos reconstruir as rampas de acesso da ponte, elas que estavam se descolando no eixo. O problema são os acessos. Vamos ter que fechar uma parte da via e fazer isso no menor tempo possível. Nossa meta é que tudo seja concluso até novembro”, ressaltou o secretário. 

Previsão de conclusão dos trabalhos é para novembro

Previsão de conclusão dos trabalhos é para novembro

O serviço de grampeamento da Ponte Sérgio Arruda gerou diversos comentários e memes nas redes sociais. Piadas a parte, o secretário diz não se importar com as críticas.

“Antes de iniciarmos a revitalização, ninguém falava nada. Mas, esses comentários não me incomodam já que não são técnicos. Meu trabalho é técnico e vai estabilizar a ponte, o resto não importa”, finalizou.

Compartilhamentos