Compartilhamentos

VALDEÍ BALIEIRO

A Unidade de Conservação Revecom Amorim é uma reserva ambiental que abriga vários animais silvestres que são salvos de caçadores. Os animais que chegam até a unidade geralmente foram resgatados durante operações feitas pelo Batalhão Ambiental (BA) da Polícia Militar, e por pessoas que acabam denunciando.

ld

Animais chegam debilitados na reserva ambiental. Fotos: Paulo Amorim

A reserva, como é conhecida, está localizada no município de Santana, 17 quilômetros de Macapá, era muito utilizada para passeios públicos, principalmente de estudantes.

Local passa .Fotos: Paulo Amorim

Parte das passarelas está com estrutura comprometida

Hoje o local abriga cerca de 300 animais de variadas espécies. Mas desde dezembro do ano passado está fechada ao passeio público por conta das estruturas do espaço estar totalmente desgastados.

Segundo o diretor-presidente da Reserva, o médico pediatra aposentado e professor de educação ambiental, Paulo Amorim, há muito tempo vem tentando junto a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA) para receber recursos antes firmados e que hoje foram cancelados para a manutenção de todo o espaço.

Paulo Amorim,

Paulo Amorim, diretor-presidente da reserva: “custo da revitalizaçāo é de cerca de R$1 milhāo”

“O custo de investimentos em revitalização é de cerca de um milhão de reais. Estamos com muitas estruturas totalmente perdidas devido à falta de manutenção. Há mais de cinco anos que o GEA deixou de repassar recursos via convênios SEMA/FERMA. Estamos levantando todos os danos ambientais e patrimoniais no escopo do Projeto AUDITORIA, com a parceria do Tribunal de Justiça e Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas. Temos de corrigir cerca de duzentos metros de passarela para voltar a receber visitantes”, explicou Paulo Amorim.

oko

Maioria dos animais da reserva foi resgatada de cativeiros

Ele ainda aponta que mesmo sem está aberto para visitações, o espaço segue com pouco recurso, mas recebe animais que chegam trazidos pelo Batalhão Ambiental e pela sociedade.

“Para cada animal que entra e é hospedado ou não, há incremento de custos. A sociedade tem colaborado com doações pecuniárias para uma conta específica. Esses recursos são utilizados em despesas correntes. Recebemos pequenas e médias doações locais, nacionais e internacionais (essas últimas mais raras). Também recebemos ajuda em serviços e mercadorias”, comentou.

anta

Anta é um dos animais mais antigos cuidados pela RPPN

De janeiro a maio desse ano, a reserva já recebeu 126 animais silvestres recuperados. São jabotis, filhotes de coruja e de mucura, cobras, frangos d’água azul, filhotes de gato maracajá, muçuã, peremas, filhote de coamba, filhotes de araras canindé, papagaio, urubu comum com a asa quebrada e periquitos.

Onça pintada

Onça pintada é um dos animais que vivem na reserva ambiental

Paulo Amorim diz que o único serviço que ainda funciona no espaço é o Programa Voluntário de Atendimento à Fauna Silvestre (PVA FS).

“Temos sete funcionários voluntários e, fora os animais listados, outros certa de trezentos estão sob tutela, soltos ou em logradouros. Não possuímos recursos para arcar com mais que sete funcionários, por mais que o espaço precise, mas pelo menos a alimentação preciso ter para oferecer”, lamentou.

estrutura

Aos poucos, estrutura da Revecom vai sendo revitalizada

O professor ainda conta que parcerias como a da empresa Amcel encerram esse mês, e que com isso corre contra o tempo. A expectativa é que a prefeitura de Santana sinalize positivamente com um contrato de apoio a reserva, mas não se sabe os valores.

ok

Animais sāo resgatados pelo Batalhāo Ambiental da Polícia Militar

Para quem deseja saber mais sobre o trabalho da Revecon, é só encontrar em contato pelos telefones (96) 99971-2155 ou (96) 3281 3849. Para doações, seguem os dados abaixo.

Banco do Brasil
Agência: 3346-4
Conta Corrente nº: 32.901-0
CNPJ 01.477.979/0001-56
RPPN REVECOM AMORIM

Compartilhamentos