Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA E SELES NAFES

Ao som das caixas de marabaixo uma cerimônia simples iniciou o revezamento da Tocha Olímpica em Macapá, às 13h30min desta quinta-feira, 16. A Chama que chegou de avião foi levada para o Curiaú onde a Tocha Olímpica foi acesa. De lá, ela seguiu de canoa  pelo Rio Curiaú até o deck do Balneário.

Momentos antes, Chama acende a Tocha Olímpica. Fotos: Cássia Lima

Momentos antes, Chama acende a Tocha Olímpica. Fotos: Cássia Lima

????????????????????????????????????

Goleiro do Santos, Zé Maria, recebeu a Chama e passou para Patrícia Bastos

A primeira a conduzir a Tocha foi a cantora Patrícia Bastos, que fez todo o trajeto saudando e cantando. A canoa passou por baixo da ponte do Curiaú e atracou no deck para dar início ao percurso por terra de 24 quilômetros.

“Esse é um momento único, emocionante e de valorização da nossa cultura. Que essa chama mantenha acesa nosso povo, nossa cultura e nossos olhos para cuidar dessa terra. Hoje é o Dia Estadual do Marabaixo, e que essa Chama nos permita celebrar a nossa história”, disse a cantora. Veja o vídeo da Tocha Olímpica atravessando o Rio Curiaú.

O trajeto pela água durou cerca de oito minutos e foi festejado por alunos e moradores do quilombo que aguardavam no deck. Um ‘corredor’ de dançarinos e artistas saudou a passagem da Tocha entre o deck e a rodovia, onde o veterano ciclista Francisco Macedo, o ‘Cebinho’, de 75 anos, aguardava para iniciar simbolicamente o revezamento.

Moradores da área quilombola aguardam a chegada da Tocha no deck do Curiaú

Moradores da área quilombola aguardam a chegada da Tocha no deck do Curiaú

Tocha desembarca no deck protegida por forte esquema de segurança

Tocha desembarca no deck protegida por forte esquema de segurança

Muitos curiosos se juntaram ao longo da Rodovia AP-70 para ver a Tocha e o comboio oficial formado por policiais, bombeiros, patrocinadores e o Comitê Olímpico. Logo na saída o trânsito ficou congestionado ainda dentro da vila do Curiaú.

“É um evento que marca a história do Curiaú e a história de Macapá. É uma passagem simples, mais que vai mostrar nosso Estado no mundo inteiro. Nós, moradores do quilombo, estamos contentes pela passagem da Tocha Olímpica que veio da Grécia”, disse Cleuda Dias, moradora da vila.

Cebinho recebe a Chama...

Cebinho recebe a Chama…

E inicia o percurso

E inicia o percurso

Comboio atravessa o Curiaú...

Comboio atravessa o Curiaú…

Novo comboio de segurança aguarda o momento de iniciar o percurso pela BR-210 em direção ao Centro

Novo comboio de segurança aguarda o momento de iniciar o percurso pela BR-210 em direção ao Centro

A Tocha foi conduzida de bicicleta por Cebinho por alguns metros, e depois seguiu em carro aberto até a BR-210, de onde seguiu para o Trapiche Eliezer Levy, com previsão de chegar no Monumento do Marco Zero do Equador às 18hs, onde haverá uma grande programação cultural. 

Compartilhamentos